-
A Prefeitura de Campina Grande já decidiu: o palco principal do São João voltará ao Arraial Hilton Motta em 2014


PGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLTICA  |  RELIGIO  |  POLICIAL  |  ARQUIVO DE NOTCIAS  |  CONTATO
 




08/07/2013

A Prefeitura de Campina Grande já decidiu: o palco principal do São João voltará ao Arraial Hilton Motta em 2014


A decisão já foi tomada, mas só será anunciada no momento correto. E este momento poderá ser, apenas, no ano que vem. Mas o certo e que, em 2014, o São João voltará ao seu modelo tradicional, com o palco principal no Arraial Hilton Motta e os pavilhões na parte de cima. Vários fatores fizeram com que a organização do São João repensasse as mudanças este ano, mas o principal foi mesmo um aperto do Ministério Público.

 

O Blog Carlos Magno teve aceso a informação privilegiada dando conta de que no início dos festejos juninos um grupo de promotores e técnicos do MP esteve mantendo contatos com a organização do Maior são João do Mundo para, simplesmente, exigir que o palco voltasse para o Arraial Hilton Mota, na parte de baixo do Parque do Povo, ainda no São João deste ano.
 
Palco no layout antigo
 

Na época, todos na Prefeitura argumentaram que não seria mais possível, pois a festa já havia sido iniciada e uma mudança estrutural desse porte acarretaria suspensão de pelo menos quinze dias no evento. Após muita insistência de ambas as partes, finalmente veio o acordo: o palco permaneceria, desde que o som fosse reduzido em todos os dias de realização do evento e que, no próximo ano, o palco voltasse ao local de antes.

 

Após esse episódio, os organizadores do São João passaram a ponderar sobre outros indicadores que reforçassem a tese da volta do palco ao Arraial Hilton Mota. O objetivo era, sobretudo, não passar para a opinião pública que, na ânsia de mudar o evento para dar a entender que a gestão anterior (leia-se Veneziano Vital do Rêgo) fazia tudo errado, as mudanças teriam sido feitas de todo jeito, sem planejamento, apenas para mostrar uma festa totalmente diferente. Mesmo que fosse mudança pra pior.
 
Palco no layout antigo 
 

Ainda esta semana, o Prefeito em exercício de Campina Grande e coordenador geral do São João, Ronaldo Cunha Lima Filho – um homem que, aliás, tem experiência de sobra em eventos privados, mas não nos públicos – vai se reunir com os secretários municipais para avaliar as mudanças e começar a definir as estratégias do ‘anarriê’.

 

Outro ponto a ser avaliado é a reclamação por parte dos proprietários de pavilhões. Dez em cada dez barraqueiros reclamam que este foi o pior evento dos últimos anos em termos de faturamento e todos creditam os prejuízos, em boa parte, à mudança de layout no Parque do Povo. Tem um proprietário de pavilhão bem conhecido na cidade que mostrava o balancete do ano passado e o deste ano a todo cliente que entrava em seu pavilhão, mas na hora de reclamar publicamente declinava. Não sei com medo de que...
 
Layout antigo 
 

Outro ponto, esse extremamente importante: quando Veneziano urbanizou o Parque do Povo, tomou por base o layout básico de todos os anos. O que isso trouxe de prejuízos? É que na parte de cima do parque estava toda a estrutura subterrânea para esgoto, abastecimento de água e energia elétrica. Pelo layout, cada pavilhão tinha em seu espaço definido, no piso, uma tampa de ferro que, aberta, dava acesso ao cabeamento de energia e aos canos de água e esgoto. Por isso que, no ano passado, os pavilhões tinham banheiros próprios, água encanada e energia sem a necessidade dos postes.

 

Isso não foi o possível aos barraqueiros este ano, pois o piso do Arraial Hilton Motta foi feito apenas para o palco e a área de dança: uma grande área que não tinha a estrutura pronta para as barracas. O resultado é que, este ano, as pessoas ficaram dançando forró sob as tampas de ferro com toda a estrutura, enquanto em baixo as barracas voltaram à época da água de caixa, da energia nos postes e do esgoto de todo jeito. Isso gerou muitas reclamações, tanto de barraqueiros quanto de clientes.
 
Palco no layout novo 
 

Outro detalhe: mesmo com o nível do som sendo diminuído por força do acordo com o Ministério Público, não faltaram reclamações por parte dos médicos e demais profissionais da saúde, além de pacientes – e familiares destes – que precisaram da Clipsi no período do São João. A cada dia era um Deus nos acuda...

 

E, pra completar, outro grande erro deste ano, que foi a adoção da cobrança no frontstage, um assunto que tirou o Prefeito Romero do sério e que gerou mal estar entre muita gente na Prefeitura. Como a organização do evento já tinha se comprometido comercialmente, não pôde cancelar a cobrança para este ano. Mas para o ano que vem, Romero não quer nem ouvir falar em ingresso para os shows em local privilegiado que não seja o camarote.
 
Layout novo 
 
Como disse no início, é provável que a Prefeitura até negue que tenha de voltar atrás nas mudanças. Pelo menos agora. Aliás, se o anúncio estava previsto, após esse comentário não ocorrerá mais. Porém, até o ano que vem virá a posição oficial da Prefeitura e o bom senso prevalecerá. Bom mesmo seria que todos tivessem desprendimento suficiente para assumir erros e adotar acertos. Mesmo que estes venham de seus opositores. Não tiraria pedaço de ninguém e teria evitado tanta coisa nesse São João...
 
Vice-prefeito Ronaldo Cunha Lima Filho e Prefeito Romero Rodrigues 
 

Do Blog Carlos Magno






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Poltico
 Cel. (83) 99993-6070 / (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno