PÁGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLÍTICA  |  RELIGIÃO |  POLICIAL  | ARQUIVO DE NOTÍCIAS  | CONTATO
 




16/12/2015

Água benta salva atriz de Harry Poter da morte: ela saiu do coma irreversível após um padre aspergir água benta sobre sua cabeça


A sua morte era dada como certa. Mas, milagrosamente, Lucy Hussey-Bergonzi voltou à vida, depois que um padre aspergiu água benta sobre a sua cabeça, durante o rito batismal.

 

Em 2009, a atriz infantil Lucy Hussey-Bergonzi, então com 13 anos, foi vítima de uma hemorragia cerebral muito forte, dias depois de uma participação relâmpago no filme Harry Potter e o Enigma do Príncipe.

 

Oriunda de Hackney, região leste de Londres, a jovem garota foi levada às pressas ao hospital e mantida viva à base de aparelhos. Cinco dias depois, os seus pais descobriram que ela não iria sobreviver.


O caso da atriz foi dado como irreversível pelos médicos, mas a família não queria que ela morresse sem ser batizada. O milagre ocorreu quando o padre aspergiu água benta sobre sua cabeça

 

“Nada teria me preparado para o dia em que ela foi levada ao hospital. Estávamos tão assustados, que eu queria simplesmente fugir com ela dali”, conta a mãe, Denise, ao Dailymail. “Eu achava que estávamos em um pesadelo e que, a qualquer minuto, eu iria acordar e Lucy estaria bem. Quando chegamos ao hospital, uma enfermeira veio e me disse que eu tinha que deixar a sala. Quando eu falei: ‘Não vou sair’, disseram-me que Lucy estava em coma e sobrevivendo por aparelhos. Eu não fazia ideia de que aquilo era tão sério. O mundo todo parecia cair à minha volta”.

 

A jovem Lucy foi vítima de hemorragia cerebral, decorrente de uma rara malformação arteriovenosa (MAV) no cérebro. Trata-se de um conjunto de vasos sanguíneos anormais que permanecem despercebidos até o momento em que estouram. O diagnóstico para essas situações é geralmente fatal.

 

Depois de duas cirurgias de emergência no Hospital Great Ormond St., Denise foi avisada pelos médicos que era hora de dizer "adeus" à sua filha.

 

“No dia seguinte à segunda operação, eu me virei ao meu marido, Robert, e disse-lhe: 'Nós temos que batizá-la'. Naquela altura, eu realmente achava que ela ia morrer e queria dar-lhe o melhor para a vida futura”, diz a mãe.

 

Toda a família se reuniu para rezar por Lucy, no que parecia ser um de seus instantes finais. Assim que o padre aspergiu a água benta na menina, todavia, algo diferente aconteceu. “Estávamos ao lado de sua cama rezando e assistindo ela prestes a ser batizada. Então, no momento em que o padre colocou a água benta na cabeça de Lucy, o braço dela subitamente se moveu”, conta Denise. “No começo, achei que ela estivesse tendo um ataque, mas, dentro de um dia, ela não precisava mais de nenhum tubo ou aparelho. Pode ser que ela estivesse se recuperando mesmo, mas, da forma como aconteceu, até as enfermeiras disseram que foi um milagre. Quando perguntei aos médicos por que ela tinha voltado, eles disseram que não podiam explicar e, até hoje, eles não sabem como ou por que ela se recuperou”.

 

Dentro de um dia, Lucy estava curada e livre das máquinas, deixando toda a equipe médica atônita, à procura de explicações. O sacramento do Batismo não tinha operado apenas a cura da sua alma, mas também a sua cura física, restaurando, junto com a vida sobrenatural, a vida terrena que ela estava prestes a perder.


Hoje, com 17, Lucy está pouco a pouco reconstruindo a sua vida, apesar do sofrimento com várias dores de cabeça e uma dormência do lado de sua mão direita

 

Não obstante a sua incrível reascensão à beira da morte, Lucy ainda teve que aprender de novo como falar, andar e até comer e beber. Por quase quatro meses, ela batalhou para voltar à saúde, sendo transferida para a unidade infantil do Hospital Real de Londres.

 

Hoje, com 17, Lucy está pouco a pouco reconstruindo a sua vida, apesar do sofrimento com várias dores de cabeça e uma dormência do lado de sua mão direita.

 

“Eu tenho dores de cabeça e há efeitos colaterais da minha medicação que me têm feito perder muito peso. Apesar disso, eu me sinto bem", ela revela. "Aprender a andar e falar de novo deve ter sido difícil, mas eu não me lembro muito bem disso. Lembro apenas de meus amigos e familiares sendo amáveis e prestativos comigo. Não sei como explicar o modo como saí do coma. Nunca ouvi falar de nada parecido antes. Os médicos ficavam falando que era um milagre, que pessoas com hemorragia cerebral geralmente não sobrevivem. Eu penso que foi mesmo um milagre, não consigo pensar em outra explicação” – Dailymail.

 

Portal Carlos Magno



VEJA TAMBÉM:


- Mãe confessa como matou o filho: “Paulistinha agarrou ele pelas costas e Xana golpeou de faca; eu ainda vi ele ciscando”


-Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido


- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes


-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Católicos de Campina Grande terão espaço próprio para realizar ECC e outros encontros da igreja






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Pol?ico
 Cel. (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno