PÁGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLÍTICA  |  RELIGIÃO |  POLICIAL  | ARQUIVO DE NOTÍCIAS  | CONTATO
 




19/09/2016

Mãe se desespera e pula na frente de arma para proteger o filho. Ela levou dois tiros na cabeça e morreu no hospital


A mãe de 37 anos que foi baleada na cabeça ao pular na frente de uma arma para proteger o próprio filho, na quinta-feira (15), morreu durante uma cirurgia no hospital João Paulo II no dia seguinte, em Porto Velho.

 

Conforme boletim de ocorrência, o suspeito de 17 anos queria matar o filho da mulher, também de 17 anos, por acreditar que ele tivesse roubado sua bicicleta. Ao ver a arma apontada para o filho, a mulher entrou na frente e acabou atingida por dois disparos.


O suspeito, de 17 anos, queria matar o filho da mulher, também de 17 anos, por acreditar que ele tivesse roubado sua bicicleta. Ao ver a arma apontada para o filho, a mulher entrou na frente e acabou atingida por dois disparos

 

O suspeito de ter efetuado os disparos, de 17 anos, foi apreendido e confessou querer matar o outro jovem por conta de um suposto roubo, mas a mãe entrou na frente da arma. Depois do crime, os policiais foram ao local encontraram a vítima no chão sangrando, com um lençol em volta da cabeça.

 

Vizinhos que preferem não se identificar contaram ao G1 sobre o momento do crime. "Ouvimos três disparos e em seguida várias pessoas se aglomeraram em volta da casa. Ela saiu daqui inconsciente já", afirma.

 

Depois de ser baleada, a mulher foi levada ao Hospital João Paulo II, mas durante a cirurgia acabou não resistindo aos ferimentos.

 

Conforme familiares, a mulher era casada há 19 anos e tinha cinco filhos. A família não informou o paradeiro do filho da mulher que iria ser morto pelo suspeito. Conforme a PM, a arma usada no crime teria sido jogada em um terreno baldio e não foi encontrada até a noite de quinta-feira – G1.

 

Portal Carlos Magno



VEJA TAMBÉM:


Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido


- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a “Maria Suvacão”


- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes


-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber “quais pessoas se importariam com sua ausência” e vem a público pedir desculpas






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Pol?ico
 Cel. (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno