PÁGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLÍTICA  |  RELIGIÃO |  POLICIAL  | ARQUIVO DE NOTÍCIAS  | CONTATO
 




24/11/2016

Pouco antes de morrer, Carlos Alberto conversava normalmente e estava para receber alta hospitalar


Durante todo o dia desta quinta-feira (24), amigos e colegas de trabalho do radialista Carlos Alberto lamentaram, nos sites, blogs, redes sociais e programas de rádio da cidade, o falecimento prematuro deste grande profissional do rádio de Campina Grande e da Paraíba. Muitos se perguntavam o que poderia ter ocorrido para que, de forma tão súbita, ||aspas||Carlão||aspas||, como alguns o chamavam, tivesse nos deixado.

 

Nos últimos dias Carlos Alberto conversava muito com outro colega nosso, Joãosito Silva, da Rádio Caturrité. Isso porque os dois estavam para estrear um novo programa radiofônico na emissora da Diocese, um programa semanal, apresentado aos domingos, cuja primeira edição já tinha até data: 4 de dezembro.


Carlos Alberto: A imprensa de Campina Grande e da Paraíba perde um grande profissional; seus ouvintes, uma voz ética e responsável no transmitir da informação; seus amigos, um exemplo de homem íntegro, educado e companheiro

 

E foi justamente Joãosito o primeiro a falar com os familiares de Carlos Alberto, após o seu falecimento. Coincidentemente, ele ligou para a esposa de Carlão no exato momento em que ele acabara de falecer. O relato a seguir, o próprio Joãosito fez hoje, na Caturité:

 

Carlos Alberto estava internado na Clínica Santa Clara, onde havia dado entrada na noite da quarta, após se sentir mal. Ele foi medicado, passou a noite em observação e, na manhã da quinta, estava bem, fez foto, postou nas redes sociais, brincou com enfermeiras e, simpático, conversou com todo mundo do hospital.

 

Depois da conversa com o médico Mirabeau Maranhão, foi tomar café da manhã, já na expectativa de receber alta médica e ir para casa. Afinal, seus exames mostraram que tudo estava bem, a possível arritmia tinha sido controlada com a medicação e Carlos Alberto afirmava não estar sentindo nada.

 

Ainda nas primeiras horas da manhã, enquanto tomava café, já se preparando para a alta médica que viria logo depois, Carlos sentiu uma forte dor no peito. ||aspas||Sua esposa disse que os olhos dele começaram a mudar de cor e ela, imediatamente, chamou os médicos||aspas||, disse Joãosito Silva.

 

Carlão foi levado direto para a UTI da Santa Clara, onde foi diagnosticado um quadro de parada cardiorrespiratória. Os médicos fizeram de tudo, tentaram massagem cardíaca e outros procedimentos, mas, infelizmente, Deus havia determinado que a hora deste nosso amigo tinha chegado.

 

A imprensa de Campina Grande e da Paraíba perde um grande profissional; seus ouvintes, uma voz ética e responsável no transmitir da informação; seus amigos, um exemplo de homem íntegro, educado e companheiro. Em compensação, Deus ganha mais uma um anjo bom para junto de si. Um dia nos veremos, amigo, na glória, com as graças de Deus. Amém||aspas||

 

Portal Carlos Magno



VEJA TAMBÉM:


Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido


- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a ||aspas||Maria Suvacão||aspas||


- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes


-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber ||aspas||quais pessoas se importariam com sua ausência||aspas|| e vem a público pedir desculpas






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Pol?ico
 Cel. (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno