-
Homem que matou empresária do "Brasil Atacado" pintou o cabelo para despistar a polícia e iria fugir para Caruaru


PÁGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLÍTICA  |  RELIGIÃO  |  POLICIAL  |  ARQUIVO DE NOTÍCIAS  |  CONTATO
 




05/01/2017

Homem que matou empresária do "Brasil Atacado" pintou o cabelo para despistar a polícia e iria fugir para Caruaru


Bruno Franklin Sousa Santos, 24 anos, preso na semana passada acusado de ter sido o homem que atirou na empresária Célia Márcia Santos Cirne, de 64 anos, durante tentativa de assalto no centro de Campina Grande, estava com fuga planejada. A informação foi confirmada pela polícia, que continua com as investigações para prender o homem que deu fuga a Bruno e identificar se há mais alguém envolvido com o latrocínio.

 

Segundo a polícia apurou, Bruno trabalhava em uma oficina mecânica e, na semana anterior ao crime, faltou ao trabalho. Porém, após o ocorrido, ele retornou com sua rotina, provavelmente para conseguir dinheiro e usá-lo na fuga, já que, do assalto, ele não conseguiu levar dinheiro.


Bruno Franklin Sousa Santos, 24 anos, preso na semana passada acusado de ter sido o homem que atirou na empresária Célia Márcia Santos Cirne, de 64 anos, durante tentativa de assalto no centro de Campina Grande, estava com fuga planejada

 

É que, durante o assalto, Bruno conseguiu levar a bolsa da vítima, mas a carteira, onde estavam cerca de R$ 300 em dinheiro, caiu no chão e ele não percebeu. Bruno pintou o cabelo e planejava fugir para Caruaru, segundo apurou a polícia.

 

Outro detalhe que a polícia conseguiu apurar é que Bruno não tinha a intenção inicial de matar a vítima. Ele atirou apenas para quebrar o vidro do carro e conseguir tomar a bolsa da empresária. Porém, o tiro atingiu Célia, que acabou não resistindo ao ferimento.

 

Bruno nega ter sido o autor do crime, mas ele já foi reconhecido por duas testemunhas ?" inclusive uma delas que ficou frente a frente com ele no dia do crime.

 

Câmeras de segurança de mais de 50 estabelecimentos, cujas imagens foram cedidas à polícia, também ajudaram a identificar os momentos que antecederam o crime, com Bruno conversando por telefone com o comparsa da moto e, também, procurando informações sobre o portão do estacionamento, para esperar a vítima que, segundo informações colhidas pelos policiais que investigaram o caso, tinha a rotina de sair do local sempre no mesmo horário.

 

Portal Carlos Magno



VEJA TAMBÉM:


Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido


- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"


- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes


-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Político
 Cel. (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno