....
....

16/06/2017

Homem se passava por policial civil para marcar encontros pela internet e estuprar garotas de programa


Um homem de 29 anos foi preso na quarta-feira (14) suspeito de se passar por policial civil e estuprar garotas de programa em Itumbiara, no sul de Goiás. As investigações mostraram que ele marcava encontro e ameaçava as vítimas com uma arma.

Segundo a polícia, o homem encontrava informações sobre as garotas de programa em sites e marcava os encontros pela internet. Quando encontrava com as vítimas, usava uma arma para fazer com que não fugissem. As mulheres relataram que ele as agredia.



"Ele marcava o programa e afirmava que era policial civil. Uma das vítimas foi estuprada. Outra conseguiu gritar por socorro e, quando ele viu a movimentação, fugiu", disse a delegada Yvve de Melo Rocha.

Ele foi localizado após a Justiça conceder um mandado de prisão contra ele. Ele foi detido em casa. Na residência, a polícia encontrou uma espingarda e munições. Agora, a polícia ainda tenta localizar a arma usada para ameaçar as vítimas.

O suspeito foi indiciado por estupro, ameaça e lesão corporal. Ele foi levado para o presídio de Itumbiara - G1.

Portal Carlos Magno

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas