PÁGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLÍTICA  |  RELIGIÃO |  POLICIAL  | ARQUIVO DE NOTÍCIAS  | CONTATO
 




19/08/2017

SEM CRISE: A Paraíba encerrou o segundo trimestre com menor taxa de desocupação do Nordeste


A Paraíba registrou a menor taxa de desocupação de trabalhadores da região Nordeste no 2º trimestre deste ano, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) esta semana. O índice de desocupação caiu de 13,2%, (de janeiro a março), para 11,4% no trimestre relativo a abril, maio e junho deste ano, o que representou uma queda de 1,8 ponto percentual no indicador. Foi a segunda maior queda entre 26 estados e o Distrito Federal.

Em números absolutos, levando essa mesma comparação dos primeiros trimestres deste ano, a desocupação caiu de 220 mil para 194 mil trabalhadores, o que representou uma queda de 11,8% no número de trabalhadores desocupados do primeiro para segundo trimestre deste ano. De acordo com a PNAD Contínua, o nível de ocupação de trabalhadores paraibanos subiu 4%, passando de 1,447 milhão para 1,505 milhão de pessoas acima de 14 anos no Estado em alguma atividade. Já a força de trabalho da Paraíba é de 1,699 milhão de pessoas.



Os setores que puxaram o nível de ocupação com carteira assinada na Paraíba do 1º trimestre para o 2º trimestre foram comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (de 285 mil para 299 mil trabalhadores) e o do segmento de hotéis, pousadas, bares, restaurantes e lanchonetes (de 79 mil para 87 mil trabalhadores).

Menor taxa do Nordeste

A taxa de desocupação de trabalhadores na população acima de 14 anos da Paraíba também destoou dos outros oito estados da Região Nordeste no 2º trimestre deste ano. Os estados de Pernambuco (18,8%), Alagoas (17,8%) e Piauí (13,5%) registraram alta nas taxas do indicador de desocupação no 2º trimestre, quando comparado ao primeiro trimestre deste ano, enquanto Rio Grande do Norte (15,6%), Maranhão (14,6%), Sergipe (14,1%) e Ceará (13,2%) e a Paraíba (11,2%) apresentaram queda. A média de desocupação da região Nordeste (15,8%) também ficou bem acima da Paraíba (11,4%). A Paraíba também registra taxa bem abaixo da taxa média de desemprego no país (13%) no segundo trimestre deste ano. (Veja o ranking).

Indicador nas cinco Regiões

Apesar de registrar queda nas cinco regiões do país, a taxa de desemprego do Nordeste é a maior entre as cinco regiões no 2º trimestre deste ano, embora tenha havido retração de 16,3% para 15,8%, na comparação do 1º trimestre sobre o 2º trimestre deste ano. No Sudeste, o índice caiu de 14,2% para 13,6%, enquanto a pesquisa apresenta como destaques as regiões Norte, onde a taxa de desocupação caiu de 14,2% para 12,5% e no Centro-Oeste, com recuo de 12% para 10,6%. A região Sul, o menor índice do país, apresentou queda de 9,3% para 8,4%. No país, a taxa recuou de 13,7% para 13% - Secom-PB.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Pol?ico
 Cel. (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno