PÁGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLÍTICA  |  RELIGIÃO |  POLICIAL  | ARQUIVO DE NOTÍCIAS  | CONTATO
 




04/09/2017

Polícia enfrenta quadrilha que explodiu banco em Brejo do Cruz. Após meia hora de troca de tiros, 4 bandidos morrem e um policial sai ferido


As Polícias Militares da Paraíba e do Rio Grande do Norte apreenderam três fuzis, entre eles um AK-47 (arma russa que foi fabricada na Segunda Guerra Mundial), três espingardas calibre 12, duas pistolas, vários explosivos, sete coletes e dois carros, neste domingo (3), após um confronto que teve mais de meia hora de intensa troca de tiros, entre as cidades de Janduís e Campo Grande, no Oeste do Estado do Rio Grande do Norte.

Na ação, quatro criminosos que receberam os policiais a tiros foram baleados, ainda chegaram a ser socorridos pela própria PM, mas não resistiram e morreram. Eles fazem parte da quadrilha responsável por atacar, por volta das 4h40 da manhã, a agência do banco do Bradesco da cidade de Brejo do Cruz, no sertão da Paraíba.



Os suspeitos tentaram escapar da ação da PM mudando a forma e o horário de agir, já que durante toda a madrugada várias viaturas realizaram a Operação Madrugadão na região, com o objetivo de prender as quadrilhas envolvidas neste tipo de crime. Com a mudança do horário, a PM contou com uma 'aliada' a mais para prendê-los: a população.

Pessoas que presenciaram o crime e a passagem da quadrilha pelas localidades durante a fuga foram indicando, através de denúncias, a rota utilizada pelos acusados, que foram encontrados em uma fazenda, na divisa das cidades de Janduís e Campo Grande, distante 70 km do município paraibano onde eles estouraram o banco.

A quadrilha é formada por criminosos do Rio Grande do Norte e os demais integrantes já foram identificados. O arsenal apreendido foi levado para a Delegacia de Polícia Civil, em Patu-RN. Durante a ação que prendeu os bandidos, um policial paraibano foi ferido de raspão e recebeu atendimento no hospital de Caicó-RN, onde permanece internado e acompanhado pela Polícia Militar da Paraíba.

Os corpos dos quatro criminosos que morreram após atirar na PM, foram levados para uma unidade do Instituto Técnico-Científico de Polícia do Rio Grande do Norte (ITEP).

O crime

Por volta das 4h40 da manhã, a quadrilha chegou à cidade de Brejo do Cruz, com os integrantes vestindo roupas rajadas e todos encapuzados. Eles estavam em vários carros e cada um ficou em um ponto da cidade com armas de grosso calibre, enquanto quatro criminosos explodiam os caixas eletrônicos da agência.

Os acusados não conseguiram levar dinheiro e fugiram assim que perceberam que estava chegando reforço policial, espalhando grampos pela pista durante a fuga. A quadrilha foi perseguida e seus integrantes cercados no Rio Grande do Norte, em uma ação que mobilizou policiais militares dos dois Estados, tendo como desfecho a apreensão de todo o arsenal e os carros usados no crime - Secom-PB.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Pol?ico
 Cel. (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno