PÁGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLÍTICA  |  RELIGIÃO |  POLICIAL  | ARQUIVO DE NOTÍCIAS  | CONTATO
 




05/10/2017

Em 5 anos, João Pessoa reduz pela metade taxa de homicídios com uso de arma de fogo


A taxa de assassinatos por 100 mil habitantes na cidade de João Pessoa caiu de 81 no ano de 2011 para 43.7 em 2016. É o que demonstram os dados da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Sesds), disponíveis para conferência pública desde o fim do ano passado.

Ainda segundo o Núcleo de Análise Criminal e Estatística, em relação às ocorrências de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) - homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte - com uso de arma de fogo, a taxa de ocorrências na capital paraibana também teve redução: de 72,6 CVLI por 100 mil habitantes em 2011 para 36,2 em 2016. Este ano, a queda no número de ocorrências na cidade é de 12% de janeiro a setembro (de 259 casos para 229).



A queda no número de ocorrências acompanha a tendência de redução no estado, que é o único da federação a contabilizar redução de assassinatos em seu território durante cinco anos consecutivos. No ano de 2011 a Paraíba teve 1.680 CVLI, enquanto que em 2016 foram 1.322. Já a taxa de assassinatos por 100 mil habitantes saiu de 44,3 para 33,1 (redução acumulada de 25,4%).

De acordo com o secretário da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, os números diferenciados da Paraíba no cenário nacional se devem ao trabalho de prevenção e repressão qualificadas, desenvolvido pelas Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros, por meio do programa Paraíba Unida pela Paz, que objetiva principalmente a redução de crimes contra a vida no Estado desde 2011.

"A nossa atuação está baseada em uma gestão voltada para resultados e em medidas estruturantes, como a Lei Complementar 111/2012, que determinou a responsabilidade territorial dos gestores dos órgãos operativos, a Lei de Inteligência, e bonificações por apreensões de armas de fogo e pagamento de prêmio por metas obtidas pela diminuição nas ocorrências de assassinatos. Enxergamos Segurança Pública como um sistema, que envolve outros órgãos, a sociedade civil organizada e precisa ser acompanhado semanalmente", destacou.

Transparência

Os dados de CVLI na Paraíba são publicados desde 2012, no endereço www.paraiba.pb.gov.br/especiais/pbunidapelapaz. Os números são divulgados trimestralmente, por cidade, e no site ainda pode ser conferida a metodologia de contagem de assassinatos utilizada pela Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social, que é considerada uma das mais confiáveis do país - Secom-PB.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Pol?ico
 Cel. (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno