PÁGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLÍTICA  |  RELIGIÃO |  POLICIAL  | ARQUIVO DE NOTÍCIAS  | CONTATO
 




02/11/2017

Polícias Civil, Militar e Federal prendem 11 e desarticulam quadrilha responsável por assaltos a banco no Nordeste


Uma ação integrada das Polícias Civil e Militar da Paraíba, com a participação da Polícia Federal, desencadeou esta semana a ?Operação Carbono?, que teve como objetivo o enfrentamento dos crimes patrimoniais contra instituições financeiras nas regiões do Agreste e Brejo, e resultou no cumprimento de 11 mandados de prisão.

Também foram apreendidos quatro veículos, roubados ou clonados, uma pistola 380, munições, espingardas de cartucho, celulares, roupas camufladas, luvas, toucas e dinheiro com numeração sequencial, o que pode indicar que as notas foram subtraídas de caixas eletrônicos. O trabalho contou com a utilização do helicóptero Acauã, da Segurança e da Defesa Social.



"Essa foi a terceira ação executada na nossa região, e que integrou policiais civis, militares e federais. As investigações estavam acontecendo há oito meses. Desarticulamos uma organização criminosa com atuação interestadual e que, segundo as investigações desenvolvidas pela Delegacia de Crimes contra o Patrimônio de Campina Grande, tinha atuação na Paraíba, Pernambuco e Ceará. Os presos são oriundos de Campina Grande, Remígio, Esperança e Alagoa Nova", explicou o delegado Cristiano Santana.

Ainda segundo a Polícia, os mesmos suspeitos já estavam sendo investigados em outros estados, sendo os mandados expedidos pela 1ª Vara Criminal de Campina Grande. "Com esse trabalho, contribuímos para a redução de 40% no número de ocorrências contra instituições financeiras na Paraíba, em relação ao mesmo período compreendido de janeiro a outubro do ano passado. Agora, vamos compartilhar as informações com as Polícias Civis dos estados, a fim de obter mais elementos para o inquérito", acrescentou a autoridade policial.

Participaram da coletiva de imprensa realizada na Central de Polícia de Campina Grande, no bairro do Catolé, o delegado geral de Polícia Civil, João Alves de Albuquerque, o superintendente da 2ª Região Integrada, delegado Luciano Soares, os comandantes da Polícia Militar das Áreas Integradas, coronel Pablo Cunha, e major Samaroni Delgado, além do chefe da Polícia Federal Felipe Maciel Costa  e delegado de Patrimônio da Polícia Federal, Leonardo Paiva - Secom-PB.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Pol?ico
 Cel. (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno