PÁGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLÍTICA  |  RELIGIÃO |  POLICIAL  | ARQUIVO DE NOTÍCIAS  | CONTATO
 




04/11/2017

Para detectar fraudes: Polícia Militar colocará 1.500 policiais para atuar na aplicação das provas do Enem na Paraíba


A Polícia Militar vai utilizar 1.500 policiais e 320 viaturas no esquema de segurança montado para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio 2017, que acontecerão nos dias 5 e 12 de novembro. A corporação vai atuar em três momentos fundamentais para o Enem: escolta dos cadernos e folhas de respostas; policiamento nos 413 locais de provas; escolta na volta dos gabaritos dos candidatos.

O plano de segurança foi definido após uma série de reuniões, com encontros realizados nos Estados do Ceará, São Paulo e Brasília, todos com o objetivo de discutir detalhes sobre a segurança do Enem. Aqui na Paraíba, 51 municípios vão receber os exames, mesmo número do ano passado, mas a quantidade de locais de provas caiu de 474 em 2016 para 413 este ano. Mesmo assim, o efetivo da PM teve um acréscimo de 100 policiais em relação ao ano anterior, quando foram empregados 1.400 policiais e 300 viaturas.



O coordenador adjunto de planejamento da Polícia Militar, capitão Onierbeth Elias de Oliveira, explicou que o reforço é por causa do aumento do período da operação, já que o Enem deste ano será realizado em dois domingos e não mais em dois dias seguidos como acontecia em anos anteriores.

"A operação este ano terá 11 dias, começando na próxima sexta-feira e se estendendo até o dia 13. Então tivemos essa demanda de colocar um reforço maior, mesmo com a diminuição em mais de 30 mil no número de candidatos inscritos, quando comparado com o ano anterior", destacou, ao garantir que a PM está pronta para mais uma operação Enem.

Operação monitorada em tempo real

Toda a operação será coordenada por três Centros de Comando e Controle, instalados em João Pessoa (Quartel do Comando Geral), Campina Grande (sede do Comando do Policiamento Regional I) e Patos (Comando do Policiamento Regional II), onde haverá profissionais de todos os órgãos envolvidos na aplicação das provas, a exemplo de oficiais da PM, policiais federais, representantes dos correios e da coordenação do Exame Nacional do Ensino Médio na Paraíba, entre outros.

Estes espaços vão acompanhar em tempo real toda a execução da operação, apresentando soluções rápidas e integradas para qualquer tipo de demanda que surgir.

A operação conta com vários processos de policiamento e reforço de todas as unidades operacionais, a exemplo do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) e Batalhões das áreas - Secom-PB.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Pol?ico
 Cel. (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno