PÁGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLÍTICA  |  RELIGIÃO |  POLICIAL  | ARQUIVO DE NOTÍCIAS  | CONTATO
 




26/11/2017

Descoberta pode revolucionar tratamento do Autismo: Cientistas conseguem reativar neurônios de pacientes autistas


Uma pesquisa realizada no Laboratório do Dr. Alysson Muotri, na Califórnia, em colaboração com a USP (Universidade de São Paulo), que acaba de ser aprovada internacionalmente, pode dar esperanças a muitas famílias que convivem com o autismo.

Os cientistas descobriram que a raiz do transtorno pode ser o astrócito, uma célula que serve de apoio para o bom funcionamento dos neurônios.



Descoberta

Segundo a Dra. Patrícia Beltrão Braga (responsável pela pesquisa), o astrócito é uma célula que dá uma 'mãozinha' para uma célula do sistema sanguíneo, um vaso sanguíneo e a outra ?mãozinha? para um neurônio. É como se fosse uma ponte para um neurônio se alimentar, para o que ele tem que fazer. Na hora que a gente olhou essa célula, a gente percebeu que - na verdade - o problema é o astrócito, não o neurônio; se a gente olhar só para o neurônio, se quiser consertar só o neurônio, não vai funcionar.

Testes

Em testes in vitro os cientistas usaram astrócitos de pessoas saudáveis e implantaram em células cerebrais extraídas de indivíduos com autismo, e conseguiram reativar o funcionamento dos neurônios. O tratamento pode estar disponível para uso em pacientes no prazo de dois anos.

Da Califórnia

Direto da Califórnia para o TV a Bordo, o Dr. Alysson Muotri acrescentou: "Usando células da polpa de dente de autistas brasileiros, reconstruímos um modelo de neuroinflamamação. Neurônios autistas conseguiram recuperar o número de sinapses reduzidas ao serem cultivados junto a astrócitos derivados de não-autistas. Esse modelo de interação entre as duas células do cérebro mostra que: 1) Neurônios autistas são plásticos e conseguem reverter seus defeitos quando estão no ambiente ideal; 2) Pode-se testar novos medicamentos que auxiliem nesse subtipo de autismo. Estamos agora interessados em descobrir se existe uma assinatura genômica que indique quais são os autistas com neuroinflamação inata" - Reprodução de matéria exibida no Jornal da Band.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Pol?ico
 Cel. (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno