PÁGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLÍTICA  |  RELIGIÃO |  POLICIAL  | ARQUIVO DE NOTÍCIAS  | CONTATO
 




09/12/2017

VEJA VÍDEO: Veneziano lamenta aprovação na Câmara da MP do Trilhão, que isenta de impostos petrolíferas estrangeiras


O deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB-PB) lamentou a conclusão na Câmara, esta semana, da análise de destaques apresentados no conteúdo da Medida Provisória (MP) 795/2017, cujo texto-base foi aprovado. Segundo Veneziano, a ?MP do Trilhão? vai impor perdas da ordem de R$ 1 trilhão à União nos próximos 25 anos, em decorrência da isenção fiscal.

A medida isenta de taxas de importação: produtos, projetos e serviços sob responsabilidade de empresas estrangeiras com interesses nos campos de petróleo brasileiros. A matéria segue imediatamente para votação no Senado.



"A MP 795/2017, editada pelo Governo Federal, propõe uma gigantesca, e me permito dizer, indecente isenção tributária a empresas estrangeiras que vem ao nosso país explorar as atividades petrolíferas em toda a cadeia que ela permite ter. Isso é desastroso, pois ao mesmo tempo, o governo fala de um déficit fiscal de R$ 160 bilhões, que é preciso fazer uma Reforma da Previdência, com a qual eu não concordo. É contraditório que o governo esteja nesse momento abrindo mão para que essas empresas multinacionais sejam isentas de R$ 1 trilhão", afirmou Veneziano, que votou contra a MP.

A proposição, que entrou em vigência em 18 de agosto, concede benefícios fiscais a empresas petrolíferas que irão explorar os blocos das camadas pré-sal e pós-sal, em isenções que também englobam a importação de máquinas e equipamentos empregados nas atividades de exploração. Polêmica, a MP é vista pela oposição como uma forma de o governo Michel Temer favorecer corporações estrangeiras e entregar o patrimônio natural do país a agentes internacionais.

Devido à queda de arrecadação decorrente da MP 795/2017, a oposição tem chamada a matéria de 'MP do Trilhão'. A acusação oposicionista tem como base um conjunto de estudos produzidos pelas consultorias legislativa e de orçamento da Câmara. De acordo com o trabalho, a redução e até isenção total de impostos contidas na MP 795/2017, que beneficia petrolíferas até 2040, significa uma renúncia fiscal de R$ 40 bilhões ao ano, o equivalente a R$ 1 trilhão nos próximos 25 anos.

Na votação, deputados contrários à matéria reforçaram o argumento de que as perdas fiscais serão gigantescas para o país. Oposicionistas também aproveitaram para criticar a reforma da Previdência, questionando a alegação do governo de rombo nas contas públicas e, ao mesmo tempo, abrindo mão de arrecadações que podem chegar à casa do trilhão nos próximos anos.

Veja a crítica de Veneziano a MP do Trilhão em vídeo, CLIQUE AQUI

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Pol?ico
 Cel. (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno