....
....

20/12/2017

Jovem de Campina Grande, funcionário do McDonalds, ganha destaque internacional com uma história emocionante. Veja


Em dezembro (dia 03) comemora-se o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência e isso acontece desde 1998, ano em que a Organização das Nações Unidas avançou com a convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência. A data tem como principal objetivo a motivação para uma maior compreensão dos assuntos relativos à deficiência e a mobilização para a defesa da dignidade, dos direitos e do bem-estar dessas pessoas.

Alusivo a esse dia, a rede de fast-food McDonald's decidiu celebrar e ressaltar a importância da acessibilidade, contando a história de um funcionário muito especial que saiu de Campina Grande, na Paraíba para declarar verdadeira história de amor e cumplicidade entre ele e a rede McDonald's.



Darlan Pires, um jovem com apenas 21 anos, acometido de uma rara enfermidade chamada dislexia (um transtorno específico de aprendizagem de origem neurobiológica, caracterizada por dificuldade no reconhecimento preciso e/ou fluente da palavra, na habilidade de decodificação e em soletração) passou a se relacionar melhor, tanto com a família, quanto com todos a sua volta, após tornar-se funcionário do McDonald's, e isso quem comprova nada mais é o que o diretor da rede McDonald's Brasil, Paulo Brasil.

A relação de amor e cumplicidade entre Darlan e o McDonald's, divulgada através de um vídeo feito pelo próprio diretor, tem se espalhado pelas redes sociais e sensibilizado inúmeras pessoas, que como Janayna Pires, mãe do jovem, convivem ou já conviveram com um familiar vítima de alguma enfermidade que o tornou alguém muito especial.

No vídeo, Paulo Brasil ressalta a importância do Dia e ao lado da mãe de Darlan conta o antes e o depois do jovem, assim como a mudança que causou ao rapaz tornar-se funcionário da rede, podendo assim relacionar-se com os colegas de trabalho e também com os clientes.

"Eu tinha muito medo do meu filho entrar no mercado de trabalho e hoje o meu pânico é que ele saia do McDonald's", declara Janayna ao diretor daquela rede.

A mãe de Darlan confessa que a rede é hoje o tratamento do rapaz, que outrora dependia de inúmeros medicamentos. "As lojas o convidam para deixar o McDonald's por ele ser um rapaz desenrolado, que progrediu bastante, deixou os medicamentos, e hoje o tratamento dele é o McDonald's, sem remédios, o McDonald's é o tratamento dele sem dúvidas".

O diretor da rede Brasil McDonald's encerra o vídeo dizendo da importância do trabalho na vida de Darlan e o desejo de permanência dele naquela rede de fast-food, o que vem auxiliando no seu desenvolvimento psicossocial, psicomotor e terapêutico, antes controlado por remédios.

Por fim, o próprio Darlan Pires deixa seu recado de amor ao McDonald's e enfatiza a satisfação de fazer parte dos quadros da rede. "É uma experiência maravilhosa trabalhar no McDonald's e aqui tenho amigos e construí uma família aqui com pessoas que gostam de mim e reconhecem o meu trabalho e assim pra mim é muito gratificante trabalhar aqui no McDonald's".

A rede fast-food McDonald's foi inaugurada em 1940 pelo norte-americano Richard e Maurice McDonald em San Bernardino, estado da Califórnia. Darlam e sua mãe Janayna Pires, foram recebidos pela rede McDonald's de São Paulo, loja da rua Augusta com a Santos, centro - Assessoria.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas