....
....

27/12/2017

Motorista de ambulância matava pacientes para ganhar comissão de funerária: cerca de mil reais por cada corpo encaminhado


A mídia italiana está chamando o caso de "ambulância da morte": Davide Garofalo, de 42 anos, foi detido esta semana pela polícia da ilha de Sicília, sob a acusação de ter provocado a morte de três doentes que transportou no veículo de emergência médica que conduzia.

O siciliano matava as vítimas, doentes em fase terminal, injetando ar nas suas veias quando as transportava de volta para as suas casas. Por cada morte que provocava, Garofalo recebia uma comissão de uma casa funerária com ligações à máfia. De acordo com o jornal La Stampa, ele teria recebido cerca de 300 euros por cada uma das mortes (aproximadamente R$ 1 mil a R$ 1,2 mil).



A polícia deteve o suspeito depois de ter recebido uma dica de um alegado ex-membro da máfia siciliana, que contou o esquema macabro às autoridades da cidade de Catania e a um programa de televisão.

A fonte que denunciou o caso contou também que o suspeito convencia depois as famílias enlutadas a contratar uma agência funerária ligada à máfia siciliana que lhe pagava comissões em dinheiro.

De acordo com os investigadores italianos, o esquema teria sido montado em 2012 e poderão existir mais vítimas, além das três já confirmadas. A polícia de Biancavilla já investigou dezenas de mortes, mas apenas 12 foram consideradas com possibilidade de ter alguma ligação com o caso - DN.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas