PÁGINA INICIAL  |  BIOGRAFIA  |  GERAL  |  POLÍTICA  |  RELIGIÃO |  POLICIAL  | ARQUIVO DE NOTÍCIAS  | CONTATO
 




22/01/2018

Presidente da Fiep critica política de reajuste de combustíveis do governo e vê ameaça ao desenvolvimento


O presidente da Federação das Industrias da Paraíba - Fiep, Francisco de Assis Benevides Gadelha (Buega Gadelha) criticou, em entrevista ao Portal Carlos Magno, a política de reajustes de combustíveis adotada pelo governo desde o ano passado, que prevê reajustes frequentes na gasolina, no diesel, no etanol e no gás de cozinha.

Ele também alertou para a ideia do governo de reajustar, mensalmente, o asfalto, produzido a partir do petróleo, dentro dessa nova sistemática de reajustes. Segundo Buega, este é um equívoco que poderá comprometer o desenvolvimento do país, num ano em que se vislumbra um cenário promissor.



"Nós temos que reagir contra isso. Eles querem aumentar o petróleo mensalmente, durante três meses em 8%, depois no quarto mês já aumentar em 12%, quer dizer, você está criando uma URV do petróleo, quando não existe inflação e muito menos de combustível", alertou Buega Gadelha.

Segundo o presidente da Fiep, o governo deveria, ao contrário, baixar o preço do asfalto, como forma de incentivar o desenvolvimento. "Ele deveria ser reajustado ao contrário, deveria ter redução de preço, para que a gente possa acelerar a construção civil".

Buega afirmou que o governo dá a entender, com essa nova política de reajuste, ter algo contra a construção civil. "Existe alguma coisa contra a construção civil. Dentro dessas manobras, existe uma contra a construção civil, porque ela é o grande motor da nossa economia e nós estamos muito carentes de obras de infraestrutura, de portos, de aeroportos, de todo o tipo e transporte, de construções, de represas".

Ele defendeu uma união da bancada paraibana para atuar contra essa ideia do Governo Federal. "A gente precisa lutar com nossos parlamentares, para que não haja esse reajuste de asfalto. Isso é fundamental para que a gente possa pavimentar nossas cidades, nossas estradas, não só as principais, mas as vicinais. Há um equívoco muito grande ou uma maldade muito interessada em subir o preço do asfalto" - Carlos Magno.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas






 


 


 
Política, bastidores da campanha, atuação jornalística: veja entrevista de Carlos Magno ao Ponto a Ponto da TV Itararé
 

 

.......................................................


www.carlosmagno.com.br

             Jornalista
 Apresentador
 Comentartista Pol?ico
 Cel. (83) 98720-7870
 e-mail:
contato@carlosmagno.com.br
 Facebook: www.facebook/jornalistacarlosmagno
 Twitter: @magnopb
 Instagran: @jornalistacarlosmagno