....
....

03/04/2018

Ator se passava por mulher para conseguir nudes de homens e depois exigia dinheiro para não publicar as fotos e vídeos


Duas das vítimas do ator Diego Saraiva Soares da Silva, de 27 anos, que se passava por uma mulher para filmar vídeos íntimos na internet e depois extorquir dinheiro sob ameaça de compartilhar as imagens, afirmam que vão processá-lo. O suspeito foi preso pela Polícia Civil em Cubatão (SP).

Diego foi preso em flagrante por policiais civis, na última semana, no momento em que recolheria um envelope de dinheiro que seria pago por um advogado de 26 anos como condição da não divulgação das imagens. A vítima, que seria lesada em R$ 11 mil ao todo, já havia entregue R$ 5 mil anteriormente ao ator.



O suspeito criou um perfil falso em uma rede social com o nome de Michele Dias. Ele escolhia alvos da própria cidade para atrair, ligar a webcam e simular conversas íntimas. Na verdade, ele gravava as imagens transmitidas pelos homens para, depois, praticar os atos de chantagem e ameaça.

Ao advogado, que auxiliou a polícia na localização do suspeito, ele pediu dinheiro. A vítima topou pagar com receio do que a divulgação das imagens poderia ocasionar à vida profissional dele, que afirmou "ter perdido a paz" enquanto era chantageado. "O que está decidido é que vou processá-lo, sim".

Outro alvo, um microempreendedor, de 24 anos, que se negou a obedecer o ator, teve fotos compartilhadas em uma rede social. Diego, que se passava por Michele, queria que a vítima manchasse a imagem de um grupo de pessoas na cidade e o mandou drogá-los durante uma festa. "Quero justiça e vou processar".



O Caso

O perfil de Michele Dias, criado por Diego, foi montado para parecer real. Havia conversa com supostos amigos e várias pessoas que interagiam com ela, supostamente por acreditar que se tratava de uma mulher. Ele foi desmascarado depois que o advogado acionou a polícia, após ele ter pedido mais R$ 6 mil.

Investigadores o acompanharam no dia em que ele deveria deixar um envelope com o dinheiro em um banheiro de um supermercado. Como a ação era controlada, a vítima deixou somente R$ 600 no local combinado - as notas foram fotografadas anteriormente. Diego foi preso ao ser flagrado fugindo do local com o valor.

"Na delegacia, ele me viu e se ofereceu para devolver os R$ 5 mil. Eu não estava mais ligando para o dinheiro, pois dei como perdido. Queria mesmo era a minha paz de volta. Não queria viver mais em um inferno", disse o advogado. Os policiais foram até a casa do ator, que admitiu o crime, e apreenderam o notebook dele - G1.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas