....
....

24/04/2018

Polícia prende homem e descobre fábrica ilegal de armas em sítio, na zona rural da cidade de Queimadas


A Polícia Civil, por meio do Núcleo de Homicídios e do Grupo Tático Especial da 11ª Delegacia Seccional de Queimadas, distante 146 km de João Pessoa, prendeu em flagrante, na tarde desta terça feira (24), Adriano da Silva Nascimento pela prática do crime de comércio ilegal de arma de fogo.

Os policiais civis receberam, por meio de uma denúncia anônima feita para o número 197, Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Sesds), a informação de que um homem conhecido como 'Neguinho' estava fabricando e consertando armas na cidade de Queimadas. A pessoa ainda repassou para a polícia as características físicas do suspeito e a localidade que ele morava.



Os agentes de investigação realizaram um levantamento na localidade indicada e encontraram a casa do investigado, que fica no Sítio Sulapa, na zona rural da cidade. Foi realizada uma campana para observar a movimentação e só depois de confirmar uma movimentação suspeita, os policiais entraram na residência e descobriram que no local existia uma espécie de oficina para fabricação ilegal de armas.

Adriano foi preso e encaminhado para a Delegacia. Durante as buscas realizadas na casa dele, os policiais apreenderam 10 espingardas, acessórios para a fabricação e conserto de armas e uma máquina de solda. "Esta foi mais uma ação repressiva da Polícia Civil que contou com o apoio da população, que denunciou através do telefone 197. Estas informações repassadas de forma anônima são muito importantes para as investigações", concluiu o delegado Cristiano Santana - Secom-PB.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas