....
....

25/04/2018

Blogueira que comparou bebê com Síndrome de Down a filhote de cachorro se desculpa com pais da criança na Justiça


A blogueira Júlia Salgueiro, acusada de discriminação contra um bebê com Síndrome de Down por causa de comentários feitos em uma rede social, passou por uma audiência de instrução no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), na tarde desta terça (24), no Recife, e pediu desculpas aos pais da criança.

A audiência durou uma hora. Também participaram da sessão na Segunda Vara dos Crimes Contra a Criança da Capital um promotor de Justiça, o advogado da acusada e duas testemunhas, além de uma tia da criança. A blogueira saiu do local em um carro sem falar com a imprensa.



Os comentários de Júlia Salgueiro foram feitos em uma publicação da tia de um bebê com Síndrome de Down no dia 21 de março de 2017. Na foto publicada, a criança, que tinha 11 meses na época, aparece sorrindo nos braços da parente. Em um de seus comentários, Júlia comparou crianças com a síndrome a filhotes de cachorro.

"Nós queremos o respeito pelo nosso filho e foi por isso que a gente veio aqui", ressaltou o pai da criança, Heitor Durval Dantas, após a audiência.

Procurado pelo G1, o TJPE informou que o processo corre em segredo de Justiça e, por isso, não se pronunciaria sobre o caso. De acordo com a mãe da criança, a advogada Maria Cláudia Albuquerque, o juiz preferiu não proferir a sentença nesta terça, mas não haverá novas audiências sobre o caso.

Ainda segundo a advogada, a acusada pediu desculpas à família e, por meio da defesa, alegou que fazia uso de remédios para controlar uma depressão.

"Foi um momento duro reviver tudo o que ela disse e tudo o que ela fez, porque não são coisas fáceis de ouvir, mas o sentimento é de alívio. Sabemos que ela não ficou impune, como acreditava que ficaria. Internet não é terra de ninguém. Posso dizer que sinto pena dela, porque ela nunca vai sentir o amor que eu sinto", disse Maria Cláudia.

Segundo o advogado de defesa de Júlia, Humberto Cavalcante, a acusada falou, durante a audiência, sobre o uso de remédios contra depressão. "Os medicamentos que ela tomava para depressão a debilitaram nas falas, causando os comentários. As medicações faziam com que ela tivesse distúrbios como crises de amnésia e de agressividade e, infelizmente, acabaram causando os comentários", afirmou.

Investigação

No dia 3 de abril de 2017, a Polícia Civil pediu a prisão preventiva de Júlia Salgueiro pelos comentários feitos contra um bebê com Síndrome de Down. No dia 7 de abril do ano passado, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) denunciou a blogueira por "praticar e incitar discriminação de pessoa em razão de sua deficiência", mas se mostrou contrário à prisão.

Ela não chegou a ser presa. Na ocasião do depoimento da blogueira à policia, a defesa alegou que a acusada sofre de depressão e faz uso de medicação controlada - G1.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas