....
....

15/05/2018

Empresário é preso após quebrar portão de condomínio, esmurrar elevador e ameaçar atirar na cara do porteiro


O empresário Daniel Almeida, que foi detido após quebrar o portão do condomínio onde morava, quebrar carros, provocar danos no elevador e fazer ameaças a policiais no bairro da Pituba, em Salvador, aparece em um vídeo ameaçado o porteiro do mesmo prédio porque ele teria demorado para abrir o portão.

As imagens foram gravadas com um celular por um vizinho. Nelas, o empresário aparece no estacionamento do prédio gritando com o funcionário. "Não demore para abrir o portão aqui não. Você escapou de morrer. Eu ia dar um bocado de tiro na sua cara. Se eu to com minha arma aqui, eu matava você todo", disse o empresário.



Exaltado, ele ainda dá um tapa no carro de um morador que está estacionado no local e ainda afirma que é ele quem manda no prédio. "Aqui, pai, quem manda sou eu", disse.

Logo depois, a polícia chega ao local e o empresário caminha em direção para a àrea interna do prédio. Os agentes mandam ele colocar as mãos na cabeça, e ele responde: "Atire. Eu estou em minha casa, irmão".

Os vizinhos contaram que o empresário sempre teve um comportamento agressivo e que o síndico deixou o prédio depois de também sofrer ameaças. Ainda segundo os vizinhos, ele não estaria pagando condomínio desde 2013.

Caso

O empresário foi preso por quebrar o portão do condomínio onde morava, quebrar carros, provocar danos no elevador e fazer ameaças a policiais no sábado (12).

Informações do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) apontam que agentes da unidade foram parados na rua por moradores do condomínio, que denunciaram que o morador tinha quebrado o portão de entrada.

A PM acrescenta que os policiais chegaram ao local e tentaram conversar com o homem, que exaltado teria avançado rumo a um apartamento no 15º andar.

Imagens de uma câmera de segurança mostram que o empresário entra no elevador ao lado da mulher. Em seguida, ele começa a desferir chutes e socos contra o equipamento. A companheira tenta contê-lo, mas ele a empurra e chega a danificar o espelho e câmera do local.

Já no apartamento, a PM diz que tentou novamente negociar com o empresário, que teria dito que estava armado e feito ameaças.

A corporação acrescenta que a companheira do empresário tentou sair do apartamento e acabou sendo impedida por ele. Com isso, ela teria autorizado a entrada dos policiais, que imobilizaram o homem.

Dentro do imóvel, a PM diz que encontrou 21 munições de calibre 380. O suspeito foi detido e encaminhado para a Central de Flagrantes.

Por meio de nota, a Polícia Civil disse que o empresário foi autuado por porte de munições, desobediência, ameaça, danos ao patrimônio e embriaguez. Ele passou por audiência de custódia, na manhã desta segunda, e foi liberado. O empresário vai responder ao processo em liberdade.

Até a publicação desta reportagem, o G1 não conseguiu contato com o advogado do empresário - G1.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas