....
....

05/06/2018

INUSITADO: homem com sintomas de embriaguez invade velório para cobrar R$ 150 do defunto


O trabalho da Polícia Militar (PM) não é nada fácil e em muitos momentos os policiais são chamados para atender situações bizarras, como a que aconteceu na cidade de Matinhos, no litoral do Paraná, no último dia 28 de maio.

Os PMs foram chamados para atender uma ocorrência em um velório que acontecia no Cemitério Municipal. Um homem bêbado, identificado como Diego Pordeus Perez, invadiu o local em que acontecia uma cerimônia religiosa de despedida de um falecido para cobrar uma dívida no valor de R$ 150.



O problema é que o suposto devedor era o homem que estava morto. Diego, então, tentou abrir e derrubar o caixão para cobrar a quantia. De acordo com as testemunhas, ele teria batido várias vezes no caixão dizendo que estava ali para cobrar uma dívida.

Diante da confusão, ele foi contido pelos familiares do falecido antes que derrubasse o caixão. Quando a polícia chegou ao local do velório, o bêbado confirmou a versão que havia sido contada pelas testemunhas, sem esconder nada do que tinha feito. Ele afirmou que só foi ao velório para cobrar o débito.

Causador de toda a confusão, Diego foi encaminhado à delegacia da cidade, onde seria registrado um boletim de ocorrência sobre o caso. Uma testemunha o acompanhou.

No termo circunstanciado que será elaborado, Perez responderá por ultraje a culto. A família do morto não confirmou se ele realmente devia a quantia cobrada nem, caso fosse verdade, se o valor seria pago. No final das contas, Diego Pordeus Perez poderá ter mais prejuízos do que os R$ 150 - Primeiras Notícias.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas