....
....

11/06/2018

Preço de smartphones pode variar até R$ 400 em João Pessoa, segundo pesquisa do Procon da Paraíba


Os smartphones Motorola Moto Z2 play e o Samsung Galaxy J7 Prime têm preços que diferem R$ 400 entre um e outro estabelecimento da capital paraibana. É o que constata a pesquisa realizada pela Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor da Paraíba (Procon-PB). Foram visitados dez estabelecimentos comerciais e pesquisados os preços de 45 modelos de smartphones. Dentre as marcas, estavam aparelhos das marcas Asus, Motorola, Alcatel, LG, Samsung, Multilaser, Apple e DL.

De acordo com o levantamento, o Moto Z2 Play apresentou variação nos preços de 23,54% e pode ser encontrado por R$ 1.699 no Hiper Bompreço e R$ 2.099 na Casas Bahia, ambos localizados no Centro. Já o Galaxy J7 Prime a variação foi de 44,49% e os preços oscilam de R$ 899 no Hiper Bompreço até R$ 1.299 no Atacadão dos Eletros e na Laser Eletro, todos no Centro de João Pessoa.



O smartphone Asus Zenfone GO tem preços que variam até 60,12%, o que representa uma diferença de R$ 300. Dependendo de onde o consumidor realizar a compra, o Zenfone Go pode sair de R$ 499 no Armazém Paraíba (Centro) até R$ 799 no Lojão Rio do Peixe (Centro). Já em relação ao Multilaser MS50, a variação nos preços é de 53,01% e a diferença de R$ 190,20; com preços entre R$ 358,80 no Armazém Paraíba (Centro) até R$ 549 na mesma loja do Zenfone GO. O Motorola Moto E4 varia 41,74% e difere R$ 250, podendo ser encontrado custando entre R$ 599 Hiper Bompreço da Lagoa até R$ 849 no Carrefour do Bessa - Secom-PB.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas