....
....

05/09/2018

Governo esclarece detalhes sobre funcionamento do Hospital do Bem - Unidade de Oncologia em Patos


O Hospital do Bem - Unidade de Oncologia do Sertão será inaugurado na tarde desta segunda-feira (3), na cidade de Patos. Para expor detalhes sobre a estrutura e o funcionamento da unidade, uma entrevista coletiva foi realizada com a presença do governador Ricardo Coutinho, dos secretários da Saúde, Cláudia Veras; de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Deusdete Queiroga; Comunicação Institucional, Luís Torres, e integrantes da equipe do hospital. Aproximadamente R$ 6 milhões foram investidos na estrutura física e equipamentos do Hospital do Bem e o custo de manutenção é de R$ 60 milhões, anualmente, para todo o Complexo.

O Hospital do Bem faz parte do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro e vai oferecer atendimento aos pacientes oncológicos, com diagnóstico diferencial; cirurgia e quimioterapia dos cânceres mais incidentes, nas especialidades de urologia, mastologia, ginecologia e dermatologia. A unidade será referência plena para o tratamento de pacientes com câncer no Alto Sertão paraibano.



A estimativa é que sejam realizadas, anualmente, 650 cirurgias oncológicas e 5.300 procedimentos de quimioterapia, ofertando desde o diagnóstico diferencial, ao tratamento ambulatorial com consultas médicas e de outros profissionais de saúde; diagnóstico por imagem; quimioterapia e cirurgia oncológica; leitos clínicos, cirúrgicos e de retaguarda denominados de paliativos.

Na entrevista, o governador Ricardo Coutinho enfatizou que o serviço oferecido no Hospital do Bem é extremamente importante e fundamental para a saúde pública, levando atendimento e dando dignidade aos pacientes doSertão que precisam fazer o tratamento do câncer. "Esse é um drama existente em centenas de famílias paraibanas e com o Hospital do Bem os pacientes desta região não terão que se deslocar por horas até João Pessoa, já que o tratamento será feito mais próximo de suas casas", observou.

Durante a coletiva, o governador também expôs dados sobre o número de mortes decorrentes do câncer. "Somente na Paraíba, em 2017, o câncer causou mais de 3 mil óbitos. No Estado, 15,6% das mulheres e 13,6% dos homens são vítimas de câncer. Ou seja, oferecer um serviço como este é essencial para a sociedade, em especial para o povo do sertão. O Hospital do Bem vai oferecer um serviço especializado e humanizado para quem precisar de tratamento do câncer", garantiu.



De acordo com Ricardo Coutinho, o Hospital do Bem começará a funcionar na próxima quarta-feira e a porta de entrada dos pacientes será através da Regulação da Secretaria de Estado da Saúde. "As pessoas devem, inicialmente, procurar o posto de saúde dos municípios, em seguida, havendo a necessidade, a Secretaria de Saúde será acionada e por meio de regulação o encaminhamento será feito para o Hospital do Bem", explicou.

Estrutura

O Hospital do Bem foi construído com dois andares. No térreo, a estrutura física inclui uma recepção; dois consultórios médicos; uma sala de estabilização com dois leitos; uma sala para aplicação de quimioterapia com 10 cadeiras; uma sala para preparo quimioterápico; uma farmácia; um posto de enfermagem; uma sala de coleta; uma copa; um hall de pacientes e um refeitório. No segundo andar, a estrutura tem 25 leitos de internação e estrutura administrativa. A unidade disponibilizará exames de radiologia convencional; mamografia; ultrassonografia com doppler colorido e endoscopia; tomografia computadorizada;  ressonância magnética e exames clínicos laboratoriais - Secom-PB.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas