....
....

15/09/2018

Educação Empreendedora: Sebrae Paraíba firma parcerias para ações de educação empreendedora em todo o estado


Capacitar os jovens para construírem novos caminhos através de dados concretos que levem a práticas inovadoras. O desafio da educação empreendedora tem se espalhado por toda a Paraíba através da parceria do Sebrae com várias instituições de ensino e gestores municipais. O intuito é contribuir para a formação de um novo perfil de estudante, com metodologias criativas e linguagem adequada focada na realidade local.

Somente em 2018, mais de cinco mil alunos já foram atendidos por alguma das ações desenvolvidas por meio do programa Educação Empreendedora do Sebrae Paraíba. Na Educação Superior, em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Instituto Federal da Paraíba (IFPB), os alunos tiveram acesso a palestras e oficinas sobre empreendedorismo e modelos de negócio.

No Ensino Profissionalizante, foi firmada uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem (Senai) para capacitar 15 instrutores na disciplina de empreendedorismo no ensino profissional. Esses professores aplicarão seus conhecimentos para 96 alunos em 2018, com previsão de ampliação para mais 357.



No Ensino Médio, em parceria com a Secretaria de Educação do Estado para a aplicação da metodologia Despertar, foram capacitados 99 professores (39 presenciais e 60 à distância) de 33 instituições de todo o Estado, que agora repassam seus conhecimentos para cerca de 2.640 alunos da rede de escolas cidadãs integrais.

Até mesmo para os alunos mais novos é possível desenvolver ações de educação empreendedora. Neste sentido, os municípios de Monteiro, Queimadas e Boa Ventura foram pioneiros e já firmaram parceria com o Sebrae Paraíba para capacitar 30 docentes de cada cidade na metodologia Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). Esses professores irão repassar seus conhecimentos para mais de 2.550 alunos.

De acordo com a gestora do programa de Educação Empreendedora do Sebrae Paraíba, Nelijane Ricarte, com o ensino empreendedor, o professor oferece aos alunos ferramentas para que eles sejam aptos a tirarem os planos do papel, além de incentivar a mentalidade empreendedora. Acreditar nesse processo de transformação muda não somente a formação do estudante, como também sua conduta e a maneira de aplicar suas habilidades.

"As ações são importantes por possibilitar mais autonomia dos alunos, estimulando o protagonismo juvenil e uma mudança de cultura local, na qual os jovens se veem inseridos como agentes de mudança naquele ambiente, e procuram solucionar problemas locais vislumbrando oportunidades e desenvolvimento de suas competências empreendedoras, o que possibilitará a inserção no mundo do trabalho. Uma semente de cultura empreendedora que a médio e longo prazo gerará excelentes frutos", destaca a gestora.

Ainda conforme a gestora, com os projetos de Educação Empreendedora, o Sebrae Paraíba busca trabalhar a criatividade, inovação, linguagem adequada e compromisso com a realidade de cada município, escola, entidade, professores e estudantes. Os alunos são levados a refletir, desenvolver atitudes e comportamentos empreendedores e, para isso, a entidade oferece todo o suporte necessário, de acordo com a especificidade de cada projeto - Assessoria.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas