....
....

14/10/2018

Comércio varejista da Paraíba registra maior taxa de crescimento do país, segundo dados do IBGE


Os indicadores econômicos da Paraíba voltaram a liderar no país. O volume de vendas do comércio varejista teve um crescimento de 14,1% em agosto sobre o mesmo mês do ano anterior, alcançando a maior taxa entre todas as unidades da federação, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já a média de crescimento do país ficou em 4,1%.

A Paraíba também liderou a taxa de crescimento do volume de vendas do país, quando comparado ao mês anterior de julho, com alta expressiva de 7,5%, enquanto o país registrou alta mais tímida de 1,3%.  No varejo ampliado, que inclui material de construção, veículos e peças, o crescimento atingiu 13,3% em agosto sobre o mesmo mês do ano passado. A Paraíba ficou atrás apenas do Espírito Santo (15,8%), enquanto o país apresentou alta de 6,9%.



Segundo o IBGE, as maiores altas no mês foram registradas nos setores de vestuário, calçados, veículos, material de construção e combustíveis. A gerente da Pesquisa Mensal do Comércio, Isabella Nunes, citou entre os fatores de influência para a alta nas vendas de agosto, além da relativa melhora no mercado de trabalho, as compras para o Dia dos Pais e a liberação dos recursos do fundo PIS/Pasep.

Na Paraíba, por exemplo, além do pagamento em dia dos servidores públicos, o indicador é influenciado pela melhora do mercado de trabalho e pelas contas públicas equilibradas do Estado.

Ranking do Indicador

De acordo com a pesquisa do IBGE, a variação das vendas do comércio varejista nacional de agosto deste sobre o ano anterior subiu em 23 das 27 Unidades Federativas, com destaque para Paraíba (14,1%), Maranhão e Espírito Santo (ambos com 9,6%). Entre os estados que mostraram queda de vendas, os destaques, em termos de magnitude, foram observados no Amapá (-3,9%), Piauí (-2,7%) e Roraima (-2,4%). Já as vendas do comércio em agosto sobre julho cresceram em 24 das 27 unidades da Federação com destaque para Paraíba (7,5%) e Acre (7,1%). Os estados de Tocantins (-2,0%) e Piauí (-0,5%) apresentaram as únicas variações negativas no mês - Secom-PB.

Portal Carlos Magno


VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas