....
....

26/10/2018

Aposentadas do Magistério em Campina Grande continuam sem receber o retroativo referente ao reajuste da data-base


As servidoras aposentadas do magistério de Campina Grande cobraram mais uma vez durante ato público, desta vez na frente do Instituto de Previdência do Servidor Municipal (Ipsem) na manhã desta quarta-feira, 24, o pagamento do retroativo, de janeiro a maio, equivalente ao reajuste da data-base (6,81%).

A luta tem se arrastado desde o início do ano, sem uma resposta concreta por parte da Prefeitura Municipal. Conforme lembrou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab), Nazito Pereira, o aumento, que deveria ter sido efetivado em janeiro, só foi pago a partir de maio, mas sem o valor retroativo. "Ainda aguardamos a elaboração de um calendário de pagamento desse retroativo, de janeiro a maio, mas até agora, as aposentadas continuam sendo enganadas pela gestão", completou.



O sentimento entre as aposentadas é de indignação. "Há seis meses estamos nessa peregrinação, sendo jogadas de um lado para o outro, a Prefeitura não resolve, a presidente da Câmara não resolve, o Ipsem disse que não existe a lei para que nos paguem, mas a lei existe, além disso existe a Lei do Piso, que é uma lei maior que a lei orgânica da Prefeitura e que nos dá respaldo para que seja pago nosso retroativo.  Não estamos pedindo nenhum favor, mas sim cobrando nosso direito. Já nos doamos por 30 anos, educando as crianças do nosso município e a única coisa que nós queremos é respeito", disse uma delas, que terá sua identidade preservada nesta matéria.

O presidente Nazito reiterou que foram realizadas várias assembleias, atos públicos e reuniões, desde o início do ano, para que a demanda fosse atendida, mas o descaso persiste. O Sintab já encaminhou novo ofício ao prefeito Romero Rodrigues, solicitando mais uma reunião para tentar finalmente resolver a situação das servidoras - Assessoria.

Portal Carlos Magno