....
....

30/06/2019

Servidores da saúde de Campina Grande continuam sem salário do mês de maio. Profissionais fazem mobilização para cobrar pagamento


Servidores da saúde de Campina Grande, entre eles médicos do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), enfermeiros, técnicos de enfermagem, odontólogos e assistentes sociais, continuam sem receber o salário do mês de maio, faltando apenas dois dias para o final de junho.

 

Até a tarde desta quinta-feira, 27, os profissionais da Vigilância Sanitária também não tinham recebido. Por conta do descaso e para cobrar não só o pagamento dos atrasados, mas também o cumprimento do calendário nos próximos meses, os efetivos, que já estavam paralisados – com respaldo de decisão tomada em assembleia –, realizaram mobilização na manhã da sexta, 28, na Secretaria de Saúde do município. Antes do ato público, o Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab), ofereceu um café da manhã aos trabalhadores.



 

De acordo com o presidente do Sintab, Giovanni Freire, a deliberação permanece e os servidores que não receberam, seguem paralisados, além disso, o sindicato irá demandar na Justiça a cobrança para que a Prefeitura Municipal pague o salário no máximo até o quinto dia útil do mês subsequente ao trabalhado. “O que vemos a Secretaria de Saúde e o governo municipal falarem é sobre o atraso nos repasses dos recursos do Ministério da Saúde, o que não justifica, já que das 17 cidades em que o Sintab atua a única que passa por esta situação é Campina Grande, então se atrasa, atrasaria em todas as cidades. Já estamos demandando na Justiça, para garantir o pagamento até o quinto dia útil. Desde 2013 esta é a primeira vez que vamos chegar a dois meses de atraso, estamos finalizando o mês de junho e vamos ter o atraso de dois meses de salário dos efetivos”, disse.

 

O presidente enfatizou que a cobrança para o pagamento em dia é para todas as categorias, que recebem corriqueiramente com atraso. “Há inclusive uma quebra de isonomia de classe, está se pagando por faixa salarial, o que é institucional”, completou – Assessoria.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas