....
....

17/10/2019

Monitor da Violência do Portal G1 aponta que a Paraíba é 5º estado com menor letalidade policial


A baixa letalidade no que se refere às mortes por intervenção policial na Paraíba foi confirmada esta semana pelo Monitor da Violência do Portal G1. Segundo a publicação, o estado é o 5º ente da federação com menor taxa de pessoas assassinadas por policiais nos primeiros seis meses de 2019, com 17 casos nesse período, o que resulta em 0,4 mortes por 100 mil habitantes, a mesma de Tocantins. À frente da Paraíba estão Minas Gerais (0,3), Pernambuco (0,3) e Distrito Federal (0,2). A taxa do Estado ainda é menor do que a nacional, de 1,4 mortes por 100 mil habitantes.

 

Os dados foram confirmados pela Secretaria da Segurança e da Defesa Social da Paraíba, por meio de seu Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace), segundo o qual uma das mortes contabilizadas pelo Monitor da Violência foi praticada por um agente de segurança pública de outro estado, que estava de folga em território paraibano, o que levaria a 16 o número atribuído exclusivamente a ações das Polícias Civil e Militar da Paraíba.



 

O Monitor da Violência ainda afirmou que a Paraíba teve uma taxa de 0,1 policiais mortos nos seis primeiros meses de 2019, juntamente com Piauí, o que mantém o estado na mesma posição ocupada em relação ao ranking nacional. Em 2018, foi a 5ª menor do Brasil com 0,7 policiais mortos por 100 mil habitantes.

 

A contagem dos números relacionados de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) faz parte do programa Paraíba Unida pela Paz, que monitora os indicadores criminais no estado. O trabalho é realizado pelo Nace da Sesds e tem como objetivo mensurar os índices de criminalidade na Paraíba e combatê-la por meio de repressão e prevenção qualificadas. A metodologia de contagem utilizada é a multifonte, na qual vários órgãos contribuem para a criação de um banco de dados único – Secom-PB.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas