....
....

29/10/2019

Câmara de Vereadores de Campina Grande concede Medalha de Honra ao Mérito pelos 250 anos da Catedral


                         

A Câmara Municipal de Campina Grande realizou Sessão Solene para a entrega da Medalha de Honra ao Mérito Municipal pelos 250 anos da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, a Catedral de Campina Grande.

 

Com a presença de Vereadores, o Secretário de Cultura, Jóia Germano, seminaristas, paroquianos da Catedral, membros do Instituto Histórico de Campina Grande, acompanhados do Padre Alexandre; o Vigário Geral da Diocese e Pároco da Catedral, o Padre Luciano Guedes recebeu a Comenda das mãos do Vereador Antônio Alves Pimentel, autor da propositura.



 

Ao justificar as razões pelas quais decidiu propor à Catedral essa homenagem, Pimentel destacou que a história da Igreja Matriz é um marco para a cidade, pois foi a partir dela que se deu a formação do tecido social da Vila Nova da Rainha. “Ao historiarmos a Catedral descobre-se como ela foi importante para a formação do povo campinense, e sem dúvidas continua a ser, basta olhar para os inúmeros serviços prestados à sociedade.” Destacou o Vereador.

 

Ao fazer uso da Tribuna da Casa de Félix Araújo, o Padre Luciano Guedes exprimiu sua gratidão às honrarias prestadas à Igreja Matriz, falou com entusiasmo sobre o nascedouro da cidade, que de se desenvolve a partir da Igreja Matriz, e da importância desse resgate histórico. “É Motivo de muita alegria este momento, a Catedral diz muito obrigado por este reconhecimento, reconhecimento da nossa história. Os 250 anos representam o marco fundacional da cidade de Campina Grande, por isso ela merece este reconhecimento”, destacou o Vigário Geral.



 

O Parlamento campinense, nesta noite de Sessão Solene, contou com o grato discurso do Historiador e Presidente do Instituto Histórico de Campina Grande, o Senhor Vanderley Brito, que fez uso da palavra para enaltecer a Catedral, bem como parabenizar ao Padre Luciano pelo arrojado ato de resgatar vários aspectos da Igreja Matriz. Direcionando-se aos Seminaristas, pediu que fossem zelosos com o Patrimônio histórico, ao tempo em que forem padres; e acerca da Igreja Matriz fez um apanhado histórico demonstrando a relevância da Igreja para a sociedade local.

 

“Campina Grande se identifica com a Igreja Católica. Foi a igreja que deu os primeiros ensinamentos à cidade, com os padres missionários; foi a Igreja que construiu a identidade do seu povo. A Igreja Catedral, o prédio, a edificação, por muito tempo foi o principal cenário da paisagem. A Igreja era o monumento mais visível, hoje não mais. Contudo, o legado construído pela Igreja Matriz perpassa até hoje”, apontou o Historiador.



 

A Igreja Matriz de Campina Grande chega ao jubileu de seus 250 anos e para festejar este momento, uma programação especial está sendo preparada pela Paróquia da Catedral. Para tanto, o Padre Luciano Guedes entregará no dia 8 de Dezembro (Santo dia da Imaculada Conceição), o Altar Mor reconstituído, configurando, assim, um dos marcos deste jubileu e um presente à sociedade Campinense – do site da Diocese.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas