....
....

28/03/2021

VEJA VÍDEO: Em aula remota, professor gargalha ao comentar mortes pela Covid-19 e gera revolta entre alunos


José Ricardo Sabino, professor doutor da UFG (Universidade Federal de Goiás) deu gargalhadas ao falar das mortes pela pandemia do coronavírus em aula on-line. Além de minimizar os óbitos, comparando-os com acidentes, o docente ainda questionou as máscaras e defendeu medicamentos contra a covid-19.

 

“Você vai me chamar de genocida, mas as pessoas morrem, sabe? As pessoas morriam antes da pandemia. Há indícios de que as pessoas morriam antes. Há indícios de que não havia UTI antes da pandemia”, disse ao gargalhar.



 

“Há indícios de que continua negando que remédios podem fazer algum auxílio”, afirma em outro trecho. “Há gente negando, apesar de haver estudos. Eles resolveram não estudar os remédios.”

 

Sabino é investigado pela universidade e suas declarações causaram o repúdio de estudantes, por meio do Diretório Central dos Estudantes (DCE), e do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg-Sindicato).

 

O Brasil já ultrapassou a marca de 311 mil mortos nesta pandemia –56.012 óbitos apenas no mês de março – Catraca Livre.


Para ver o vídeo, CLIQUE AQUI

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas