....
....

04/04/2021

Vereador Rostand Paraíba cita novo decreto e defende retorno das sessões presenciais na Câmara de Campina Grande


O vereador Rostand Paraíba (PP) defendeu neste domingo (04), durante entrevista, o retorno das sessões presenciais na Câmara de Campina Grande, nem que seja, segundo ele, de forma híbrida (parte remota e parte presencial). De acordo com o parlamentar, as sessões presenciais são mais produtivas e favorecem melhor o debate.

 

Rostand lembrou que o novo decreto publicado pelo Governo do Estado da Paraíba neste sábado (03) traz de volta o funcionamento de vários setores, desde que se tenha regras e que haja o cumprimento de protocolos sanitários. Segundo ele, tais protocolos vinham sendo seguidos à risca na Casa de Félix Araújo, quando da realização das sessões presenciais.



 

O vereador defende que haja o retorno das sessões, desde que seja acompanhado do cumprimento das normas sanitárias, para evitar o contágio pelo novo coronavírus. “O povo de Campina Grande espera de nós, vereadores, o debate e as soluções para os problemas da cidade e de forma remota esse debate fica prejudicado”, disse Rostand.

 

Ele disse que a sessão remota tem seus problemas e citou a última sessão do legislativo campinense, quando a sua internet falhou no momento de uma votação. “É comum acontecer problemas com a internet e a sessão ficar prejudicada. Então, vamos aproveitar que o novo decreto foi estabelecido e voltar a debater no parlamento”, afirmou.

 

Defesa do Prefeito

 

Rostand Paraíba lembrou que a Câmara vai votar matérias importantes esta semana, inclusive algumas proposituras do Poder Executivo Municipal, o que reforça a necessidade da volta das sessões presenciais. Ele ressaltou que o próprio prefeito Bruno Cunha Lima tem se posicionado a favor do funcionamento de diversos setores da cidade, desde que se cumpram as exigências sanitárias.

 

“Então, por um lado nós temos o prefeito Bruno que é a favor do funcionamento de diversos setores, por outro, vamos votar matérias, inclusive, de interesse da Prefeitura e do prefeito. Então, nada mais justo do que retornarmos com as sessões presenciais. O debate será muito mais produtivo”, salientou.

 

O parlamentar finalizou dizendo que os vereadores que não concordarem não precisarão participar de forma presencial, podendo recorrer ao sistema remoto. “Quem não se sentir à vontade, poderá continuar de forma remota, na sessão híbrida. Eu mesmo defendo que a gente esteja no parlamento, debatendo, discutindo e votando o que é de interesse do povo, com todos os cuidados necessários”, disse.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas