....
....

11/08/2021

Após 20 dias de internação, morre aos 84 anos no Rio o ator e diretor Paulo José, ícone da televisão brasileira


 

RIO DE JANEIRO, RJ - O ator Paulo José Gómez de Souza, 84, faleceu nesta quarta-feira (11) no Rio de Janeiro. Ele estava hospitalizado há 20 dias e morreu em decorrência de uma pneumonia. Artista também convivia com o Mal de Parkinson há mais de 20 anos.

 

"Um dos maiores nomes da nossa dramaturgia, como ator e diretor, e também dono de uma voz marcante, Paulo José é daqueles artistas de quem o público sempre se sentiu próximo. Nas últimas décadas, entrou em nossas casas por meio de uma infinidade de personagens que ficam, assim como ele, para a história", publicou, em nota, a TV Globo em homenagem ao artista.



Foto: Divulgação/TV Globo

 

Paulo José nasceu no Rio Grande do Sul em 1937. Mudou-se para São Paulos nos anos 60 e começou a trabalhar no Teatro de Arena. Entre os trabalhos mais conhecidos que participou estão "Caminho das Índias", "O Primeiro Amor" e "Shazan, Xerife e Cia.". Atuou em mais de 20 obras, entre novelas e minisséries, ao longe de mais de 60 anos. Também participou de filmes brasileiros importantes como "Macunaíma" (1969) e "Todas as Mulheres do Mundo" (1966).

 

No anos 70, Paulo José lutou pela regulamentação da profissão de ator no país.

 

Seu último papel para a TV foi na novela "Em Família", que foi ao ar em 2014. Ele viveu o vovô Benjamin, personagem que, assim como o próprio ator, sofria de Mal de Parkinson.

 

Paulo deixa esposa e quatro filhos: Ana, Bel e Clara Kutner, de seu relacionamento com a atriz Dina Sfat, além Paulo Henrique Caruso – Veja São Paulo.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas