....
....

14/12/2018

Reunião da Chapa 1 para a eleição do Sintab revela preocupação com os servidores e destaca participação feminina


A Chapa 1, Unidade, Resistência e Luta realizou ontem, dia 13, no auditório do STIUPP, reunião com os candidatos à presidência e diretoria para as eleições do Sintab, a serem realizadas no próxima quinta-feira, 20 de dezembro. Na ocasião, discutiu-se a conjuntura dos municípios para os próximos quatro anos, e destacou-se a defesa intransigente na classe trabalhadora em tempos de autoritarismo às liberdades individuais e coletivas. Confira aqui a Carta-Programa da chapa 1.

 

“A chapa Unidade, Resistência e Luta carrega um legado histórico de combate aos arbítrios estatais”, afirmou o candidato a presidência do sindicato, Giovanni Freire. “Impedimos o fechamento de escolas rurais em Areia, garantimos o pagamento em dia do salário dos servidores e barramos o abuso dos vereadores de Campina Grande em aumentar o próprio vencimento em tempos de crise econômica”, explicou.



 

Outro destaque na reunião foi a crescente participação das mulheres na vida pública paraibana, especialmente no Sintab. Composição majoritária, dos 57 nomes inscritos na chapa, dividido entre a diretoria executiva, setorial e das cidades, 55% da chapa é composto por mulheres, entre elas a candidata a vice-presidenta Monica Cristina: “Sem dúvida alguma este fenômeno explica a força que o Sintab representa na sociedade paraibana, em que reflete a diversidade do nosso povo e uma outra perspectiva de construir a cidadania”.

 

Apesar de ter sido a única chapa inscrita, o objetivo é estimular nos servidores municipais a presença maciça às urnas, além do mínimo exigido de 20%. Para tanto, as eleições deste ano contarão com urnas em pontos itinerantes e fixos, de forma eletrônica. Serão 62 pontos de votação que irão passar pelos locais de trabalho. Em Campina Grande haverá local de votação na sede do Sintab, na Praça da Bandeira e no Terminal de Integração. As outras cidades-base do agreste e Borborema que compõe a base de atuação do sindicato obedecerá ao mesmo critério de urnas fixas e itinerantes nas sedes e locais de trabalho.



 

Para os próximos anos, o objetivo é educação, saúde, bem-estar e cultura. Por isto, objetiva-se combater as propostas de terceirização, estimular a ação artística dos servidores com a realização de festivais culturais, participar da luta pelo novo FUDEB, garantir a implementação do PCCR aos servidores da saúde e entre outras propostas destacadas na Carta-Programa da chapa Unidade, Resistência e Luta. Para mais informações, acesse a página Unidade, Resistência e Luta, ou pelo fone (83) 9-8863-7997 – Assessoria.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas