....
....

20/12/2018

Polícias Civil e Militar deflagram operação Overloque, prendem 13 pessoas e desarticulam quadrilha em Bayeux


Em uma operação integrada, policiais civis e militares deflagraram, na manhã desta terça-feira (18), a operação “Overloque”. A ação ocorreu na cidade de Bayeux, na região da Grande João Pessoa. Desde as primeiras horas da madrugada, as equipes já estavam a postos para localizar e prender os alvos.

 

Foram cumpridos 13 mandados de prisão, sendo 10 contra pessoas que estavam soltas e outros três em desfavor de detentos que já cumprem pena por outros crimes em presídios da Capital e de Bayeux. Os detalhes sobre os trabalhos foram divulgados durante entrevista coletiva, realizada na manhã desta terça-feira, na sede do Grupo de Operações Especiais (Goe) da Polícia Civil.



 

De acordo com a delegada do Goe, Karina Torres, os presos pertencem a duas facções criminosas, que atuavam no tráfico de drogas, prática de assaltos, comércio ilegal de armas e até de homicídios na cidade de Bayeux.  As duas facções são lideradas por criminosos que, apesar de já se encontrarem presos, continuavam dando ordens e comandando as organizações, inclusive, determinando a morte de desafetos.

 

“As investigações começaram no início de 2018 e, ao longo deste ano, já realizamos outras operações, sempre com o apoio da Polícia Militar, que resultaram na desarticulação dessas organizações criminosas. A ação de hoje recebeu o nome de ‘overloque’ porque significa o acabamento de todo trabalho desenvolvido pelas duas polícias durante o ano de 2018”, acrescentou Karina.

 

O major Túlio Ramalho, comandante da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar, sediada em Bayeux, observou que foram desenvolvidas, ao todo, seis operações policiais no município de Bayeux, durante o ano de 2018. Para ele, além da integração entre a PM e a Polícia Civil, o êxito dessas ações se deve também ao Poder Judiciário da comarca de Bayeux, que expediu os mandados de prisão.

 

“Essas organizações desarticuladas  hoje atuavam em várias regiões de Bayeux. Os presos pertencem a facções rivais, que disputam o comando do tráfico de drogas na cidade, atuando no suporte e segurança da  ‘boca’ e seguindo ordens vindas dos presídios, inclusive de homicídios”, ressaltou.

 

Os  alvos da operação  que estavam em liberdade e foram presos na manhã desta terça-feira são Paulo Roberto de Sena Silva, Rodrigo Santos Silva,  João Bandeira de Souza Neto, Wagner de Souza Nascimento, Edivaldo José da Silva Júnior, Joseilton Agostinho de Oliveira, Nadja Vicente do Nascimento, Joelma Elvislane Sales de Souza, Marcelo Pereira da Silva Júnior e Girdelan Alves dos Santos.

 

Além deles, os policiais cumpriram mandados de prisão contra detentos conhecidos por “Jordão”  (que se encontra custodiado no Presídio Romeu Abrantes - PB 1);  “Deyze” ( que está na Penitenciária Feminina Júlia Maranhão)  e “Carioca” ( que está na Cadeia Pública de Bayeux).

 

Para o delegado geral da Polícia Civil da Paraíba, João Alves de Albuquerque, a prisão dos criminosos vai garantir mais tranquilidade para a população de Bayeux, neste fim de ano. “Esse trabalho da polícia busca garantir um Natal mais calmo e seguro na cidade”, declarou – Secom-PB.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas