....
....

10/01/2019

Mãe e filha morrem atingidas por raio. Não chovia na hora e tempo estava “ensolarado”, mas havia “nuvens carregadas”


Mãe e filha morreram após serem atingidas por um raio no bairro Quilombo, em Registro, no interior de São Paulo, na noite desta terça-feira (8). Lucileia Barbosa da Silva, de 40 anos, e a filha Thais Mayme Oyama, de 11 anos, estavam no sítio da família fazendo uma colheita de frutas quando um raio atingiu as duas. Não chovia no momento do acidente, mas havia nuvens carregadas. A chuva começou após ambas serem atingidas.

 

Segundo a Polícia Militar, a dupla estava acompanhada pelo marido de Lucileia e pai de Thais, Akio Oyama, de 47 anos, que não ficou ferido. Os três estavam colhendo lichias em um sítio quando Oyama ouviu um estrondo e percebeu mãe e filha no chão.



 

O SAMU foi acionado por volta das 19h e, em seguida, a Polícia Militar e uma equipe da perícia chegaram ao local para confirmar a morte das vítimas. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Registro.

 

A família é natural de Registro, mas reside em Curitiba, no Paraná, e passava as férias no sítio dos pais de Akio. De acordo com a Polícia Militar, apesar de terem sido atingidas por um raio, o tempo estava ensolarado. Entretanto, havia nuvens escuras no entorno e, logo na sequência, começou a chover.

 

Segundo apurado pelo G1, o sepultamento ocorreu durante a tarde desta quarta-feira (9) no Cemitério da Saudade, em Registro – G1.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas