....
....

07/08/2019

Impasse sobre transferência de Lula expõe insatisfações


O assunto mais comentado nesta quarta-feira (07) aqui em Brasília foi, sem dúvidas, o impasse sobre as decisões em relação à transferência do ex-presidente Lula, da carceragem da Polícia Federal em Curitiba para o presídio de Tremembé, em São Paulo. A articulação, que começou com uma decisão de uma juíza e que culminou com o STF barrando a iniciativa, mostrou um “algo mais” do que a mídia noticiou.

 

Foi voz recorrente aqui em Brasília, sobretudo no Congresso Nacional, a ideia de que a decisão da transferência foi uma forma de a Força Tarefa da Operação Lava Jato mostrar que está viva e que dá as cartas, ainda, na queda de braços entre seus membros e as sucessivas divulgações de diálogos que põem em xeque a lisura dos atos da operação.

 

O problema é que no meio do caminho da transferência de Lula existe um Supremo Tribunal Federal que foi exposto e, de certa forma, desrespeitado em algumas da conversas interceptadas. E, neste aspecto, a decisão de 10 X 1 pela manutenção de Lula em Curitiba significou, para alguns dos frequentadores dos principais gabinetes do Congresso, que a Lava Jato não tem mais a articulação jurídica de outrora.

 

Se voltará a ter, não se sabe. Mas que o recado do STF foi dado... foi.