....
....

13/11/2018

Laudo aponta que excesso de peso causou a morte de radialista em brinquedo do Beach Park, em Fortaleza


O laudo pericial da Coordenadoria de Perícia Criminal ligada
à Secretaria da Segurança do Estado, que analisou a morte do radialista Ricardo
José Hilário Silva no brinquedo 'Vainkará', do Beach Park, concluiu que o
acidente aconteceu por conta do "excesso de peso" e
"distribuição irregular dos participantes" na boia, segundo o G1. O
"sistema boia-usuários descreve uma trajetória anormal, principalmente no
percurso final, onde está compreendida a parte de correção do sistema ou região
de frenagem", diz o laudo.

 

O documento aponta que os quatro participantes fizeram uso
correto do brinquedo e cumpriram as normas de segurança, mantendo-se na posição
correta na boia e que a responsabilidade por checar a pesagem limite é do
parque. O toboágua foi fechado por tempo indeterminado e saiu da lista de
brinquedos disponíveis no site do parque.

 

José Hilário morreu no dia 16 de julho, dois dias após a
inauguração da atração, no trecho final do brinquedo, quando tombou após uma
curva e bateu com a cabeça no chão. Apesar de ter recebido atendimento no
local, a vítima não resistiu aos ferimentos. O limite de peso do brinquedo é de
320 quilos, mas conta que no momento do acidente a boia suportava um peso de
390 quilos, segundo o laudo.

 

O parque não se pronunciou sobre o documento nem se irá
reabrir a atração, segundo o site – Notícias ao Minuto.

 

















Carlos Magno