....
....

22/11/2018

Justiça inocenta estuprador acatando tese da defesa de que no ato a vítima usava uma calcinha fio dental


Uma decisão absurda da Justiça irlandesa está gerando revolta no país europeu, após um homem que respondia a um processo por estuprar uma mulher ter sido considerado inocente depois que a defesa alegou que a vítima, no ato do crime, estava usando uma calcinha fio-dental.

 

A advogada do réu, Elizabeth O’Connell exibiu a peça íntima usada pela vítima, de 17 anos, e declarou: “Vocês precisam ver a forma como a garota estava vestida. Ela estava usando um fio-dental com um laço na frente”, declarou, segund informações do jornal Independent.



 

No final do julgamento, O’Connell obteve sucesso em seus argumentos referente à peça de roupa e seu cliente foi considerado inocente do crime.

 

Após o veredicto, mulheres irlandesas passaram a ocupar as ruas do país em protesto e também subiram a hashtag #ThisIsNotConsent (“Isso não é consentido”, em tradução livre), que traz fotos de calcinhas para explicar que uma vestimenta, independentemente do tamanho, não valida estupro – R7.

 

Carlos Magno