....
....

11/01/2020

Três jogadores de futebol, de 20, 18 e 16 anos, são presos suspeitos de matar o treinador do time, em São Paulo


Três jogadores foram presos na quinta-feira (9) suspeitos de envolvimento no assassinato do técnico de futebol Fernando José Teodoro, conhecido como Fernandão, em Guaimbê (SP).

 

Fernandão, de 51 anos, tinha uma escolinha de futebol em Guaimbê, onde era o gestor e técnico do time, e também trabalhava como funcionário público em Lins (SP).

 

A vítima foi encontrada morta na vicinal que liga as cidades de Guaimbê e Júlio Mesquita, com vários ferimentos no rosto e na cabeça.



 

Segundo a polícia, a equipe identificou três jovens, de 20, 18 e 16 anos, como suspeitos do assassinato. De acordo com as investigações, eles moravam no alojamento que a vítima era responsável, foram localizados e levados para a delegacia. Lá, os três confessaram a participação no crime, informou a polícia.

 

O homem de 20 anos foi apontado como o autor do crime, e os jovens de 18 e 16 teriam o ajudado a tirar o corpo da vítima da casa, segundo a polícia.

 

A polícia encontrou vestígios de sangue na residência e no carro de Fernandão, que foi abandonado na estrada velha de Lins, sentido BR-153. Os dois maiores foram presos temporariamente e o adolescente foi apreendido.

 

Fernandão trabalhava na Secretaria de Esporte e Lazer do município. Em nota, a prefeitura de Lins informou que está prestando apoio à família – G1.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas