....
....

21/03/2020

Pe Luciano celebra Missa com a Catedral vazia e oferece oração pelos profissionais de saúde e pelas famílias que acompanharam de casa


O Padre Luciano Guedes do Nascimento Silva, pároco da Catedral Diocesana de Nossa Senhora da Conceição, em Campina Grande, celebrou Missa na noite deste sábado (21) para fiéis que acompanharam de casa, pelas redes sociais ou pela transmissão da Rádio Caturité – 104.1 FM, a emissora da diocese local.

 

A celebração ocorreu com a igreja vazia, conforme orientação da Diocese de Campina Grande, com base nas determinações das autoridades administrativas e de saúde, anunciadas durante a semana para tentar barrar a proliferação do coronavírus. Participaram da celebração, além do Padre Luciano, as equipes de liturgia, de canto e da Pascom – Pastoral da Comunicação, responsável pela transmissão da Santa Missa, e o Sacristão Rivaldo Hilário.



 

Durante a celebração, em sua homilia, Pe Luciano fez referência às leituras do domingo (a missa do sábado à noite já é considerada a Missa do Domingo, na liturgia da Igreja Católica, considerada ‘Missa de Preceito’). Ele fez uma relação entre a Palavra contida no livro de Samuel, que retrata a escolha de Davi como novo Rei; e o Evangelho de São João, que narra a cura do cego por Jesus e a contrariedade que o fato gerou aos fariseus.

 

Padre Luciano lembrou que Jesus é aquele que ilumina as nossas vidas e que é esta Luz que pode nos ajudar a compreender todas as coisas que estão acontecendo atualmente no mundo. Ele falou sobre este grave momento, com crise do coronavírus, e disse que, com a celebração de portas fechadas, a igreja não estava vazia, mas “cheia de Deus”.

 

Gesto dos Sinos – Ao final da celebração Padre Luciano anunciou um gesto que a Igreja Católica, em Campina Grande, irá realizar a partir deste domingo: tocar os sinos, pontualmente ao meio dia, como forma de lembrar os fiéis a presença permanente de Deus em nossas vidas. “Na tradição católica, tocar os sinos é para lembrar que a gente deve se recolher para ouvir a voz de Deus”, afirmou.

 

“Vamos tocar sinos, no silencio da cidade, sem ruído. Muitas igrejas de Campina Grande vão tocar simultaneamente, ao meio dia, e nessa hora quero lhe convidar para fazer uma prece e oferecer a nossa oração por nós, pelo nosso país, pela segurança de nossas casas, pela saúde do corpo e da alma de todos nós e, claro, nos solidarizando e pedindo pelos enfermos e por todos os que foram acometidos deste mal que combatemos com os cuidados e com a nossa fé, com a nossa esperança, com a nossa confiança em Deus”, afirmou Padre Luciano Guedes.

 

Missa do Lar – O pároco lembrou que neste domingo, às 10h, haverá a Missa do Lar, na Catedral, como tradicionalmente acontece, celebrada pelo Bispo Diocesano de Campina Grande, Dom Dulcênio Fontes de Matos, mas sem a presença física dos fiéis, que devem acompanhar a transmissão pelos canais disponibilizados pela igreja: as redes sociais (Instagram e Facebook) e a Rádio Caturité – 104.1 FM.

 

“Recomendamos: fique em casa, como todas as autoridades sanitárias, medicas, os governos em todas as instancias, estão recomendando. Não é dia de passear, de fazer ajuntamento de pessoas, pelo contrário, nós estamos nos isolando socialmente para não ter contato físico, pelo seu bem, pelo bem de todos, para atravessarmos esses dias que nós estamos vivendo”, apelou Padre Luciano Guedes.

 

Ao final da transmissão Pe Luciano reafirmou que durante a semana haverá missas na Catedral, sempre ao meio dia, com transmissão pelas redes sociais e pela Rádio Caturité – 104.1 FM, mas sem a presença física dos fiéis; e lembrou que o Bispo Dom Dulcênio recomenda aos fiéis, neste período, a comunhão espiritual.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas