....
....

07/12/2020

Veja quem são os cinco deputados que disputam o apoio de Rodrigo Maia na disputa pela presidência da Câmara


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse em entrevista a jornalistas, na tarde desta 2ª feira (7.dez.2020), que escolherá um candidato para apoiar na eleição da Câmara “o mais breve possível”.

 

No fim de semana o STF (Supremo Tribunal Federal) formou maioria para impedir a possiblidade de reeleição tanto de Maia quanto de Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado. Maia disse que, mesmo se pudesse, não seria candidato.



 

A mudança de conjuntura fez as conversas sobre a sucessão esquentarem no Congresso.

 

“O mais breve possível. Acho que agora está mais que na hora de escolher o nome. Até o dia 15, eu já tinha dito isso a todos. Tanto que propus dia 8, mesmo antes da decisão supremo. A gente tem que ter um nome para que esse nome possa ir atrás dos eleitores. O bloco é importante no primeiro momento mas o candidato é fundamental”, declarou Maia.

 

Depois de ungido por Maia, o candidato do grupo terá mais facilidade para pedir votos aos colegas.

 

O grupo político do presidente da Câmara trabalha com partidos como PSDB e o MDB a criação de um bloco formal. O entorno de Maia também espera apoio dos partidos de esquerda na eleição, mesmo que fora do bloco.

 

“Vou escolher nos próximos dias, dentro de uma aliança que estamos construindo desde setembro, outubro, o nome. Ouvindo todos os partidos que dela participem”, disse o deputado.

 

Disputam a benção de Rodrigo Maia para disputar a eleição:

 

- Baleia Rossi (MDB-SP);

- Marcos Pereira (Republicanos-SP);

- Luciano Bivar (PSL-PE);

- Aguinaldo Ribeiro (PP-PB);

- Elmar Nascimento (DEM-BA).

 

Marcelo Ramos (PL-AM) também disputava a bênção de Maia, mas deixou o páreo. Seu partido é próximo de Arthur Lira (PP-AL), que tem a pré-candidatura mais consolidada na Casa. Lira é também o nome favorito do Palácio do Planalto.

 

“É sempre assim, todos querem ser candidatos”, disse Maia. “O importante é que esse bloco, incluindo alguns partidos de esquerda, possa estar unido. O desafio é saber qual dos candidatos mantem um bloco tão grande de pé até o dia da eleição”.

 

O Poder360 ouviu de deputados de diferentes grupos políticos que a decisão do STF fortaleceu Arthur Lira. Havia a desconfiança que, se o Supremo permitisse, Maia seria ele mesmo candidato. Isso poderia facilitar a união de seu grupo político.

 

O atual presidente da Câmara está no poder desde 2016. A eleição será em fevereiro de 2021 – Poder 360.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas