....
....

10/12/2020

Anvisa aprova regras que autorizam uso emergencial e em caráter experimental de vacinas contra Covid-19 no Brasil


A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aproveitou nesta quinta-feira (9) regras que autorizam o uso emergencial e em caráter experimental de vacinas contra o novo coronavírus. A decisão foi unânime entre os diretores da agência, após reunião virtual com membros do órgão.

 

Com a aprovação, a Anvisa poderá analisar pedidos de laboratórios e permitir ou não autorização temporária para aplicação de doses, desde que sejam cumpridos requisitos mínimos de segurança, qualidade e eficácia.



 

"A autorização de uso emergencial é um mecanismo que pode facilitar a disponibilização e o uso das vacinas contra Covid-19, ainda que não tenham sido avaliadas sob o crivo do registro, desde que cumpram com os requisitos mínimos de segurança, qualidade e eficácia", afirma Alessandra Bastos Soares, diretora da Anvisa.

 

Até o momento não há pedidos de registros em caráter emergencial.

 

O pedido, de acordo com Alessandra, deverá ser feito pela empresa requisitante. “Qualquer autorização concedida pela Anvisa, qualquer anuência, só será feita diante de um pleito. A vacina só terá autorização de uso emergencial e experimental se houver o pleito realizado por alguma empresa”, explicou.

 

O órgão ainda ressaltou que poderá modificar, suspender ou canelar a autorização temporária a qualquer momento, com base em elementos técnicos e científicos.

 

No Brasil, quatro vacinas estão na fase 3 de testes, são elas: a da Pfizer, a de Oxford, a da Jonhnson e a da Sinovac – RedeTV!

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas