....
....

19/12/2020

Após acusações de Paulo Guedes contra Rodrigo Maia, presidente da Câmara ri e diz que não respeita mais o ministro


Depois que o ministro da Economia Paulo Guedes disse em entrevista à Veja publicada na 6ª feira (18.dez.2020) que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), tramavam o impeachment do presidente Jair Bolsonaro, Maia afirmou que não respeita mais Guedes.

 

Ao ser questionado pelo portal UOL sobre as acusações, o presidente da Câmara riu.

 

“kkkkk”, escreveu. “Estou esperando o Paulo Guedes cumprir 10 % das promessas feitas pra eu voltar a respeitá-lo”.



 

O ministro da Economia havia afirmado que um plano de impeachment estaria em andamento, organizado por governadores, o presidente da Câmara e “outros”.

 

“Houve, sim, um movimento para desestabilizar o governo. Não é mais ou menos, não. Tinha cronograma. Em 60 dias iriam fazer o impeachment. Tinha gente da Justiça, tinha o Rodrigo Maia, tinha governadores envolvidos”, afirmou Guedes à Veja.

 

Guedes disse que, quando soube, ligou para os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) para entender o que estava acontecendo.

 

“Conseguimos desmontar o conflito ouvindo cada um deles. O ministro Gilmar Mendes, por exemplo, sugeriu que o governo deveria dar um sinal, caso estivesse realmente interessado em pacificar as relações”, disse o ministro da Economia – Poder 360.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas