....
....

28/12/2020

Diagnosticado com Covid-19, Mourão faz tratamento com cloroquina, medicamento sem eficácia comprovada para a doença


Diagnosticado com covid-19, o vice-presidente Hamilton Mourão tomou medicamentos para dor e febre e apresenta “bom estado de saúde”, segundo boletim médico divulgado nesta segunda-feira, 28.

 

De acordo com a assessoria do vice-presidente, ele está fazendo uso da hidroxicloroquina, medicamento que não tem eficácia comprovada no tratamento contra o novo coronavírus, mas que foi defendido pelo presidente Jair Bolsonaro em diversas oportunidades.



 

“O estado geral de saúde do Vice-Presidente da República é bom, encontrando-se em isolamento na residência oficial do Jaburu”, diz a nota divulgada nesta segunda pela assessoria de comunicação de Mourão. O texto diz ainda que “de acordo com a recomendação médica, (Mourão) faz uso de Hidroxicloroquina, Annita, Azitromicina e sintomácos (remédio para dor e febre).”

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) já destacou que não há eficácia comprovada da hidroxicloroquina contra a covid-19 e alertou para a gravidade de seus efeitos colaterais.

 

A conclusão de um estudo feito pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) indica que, além de ineficaz no tratamento da covid-19, a hidroxicloroquina pode causar efeitos colaterais significativos no corpo humano, comparados a medicamentos usados na quimioterapia.

 

Mourão divulgou teste positivo para o novo coronavírus neste domingo. Antes disso, segundo a assessoria, o vice-presidente “apresentou mialgia (dor no corpo), cefaléia (dor de cabeça) e febre, que não passou de 38 graus,o que o levou a fazer o exame, confirmando o teste positivo no dia de ontem (27).”

 

O texto diz ainda que “de acordo com a recomendação médica, (Mourão) faz uso de Hidroxicloroquina, Annita, Azitromicina e sintomácos (remédio para dor e febre).”

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) já destacou que não há eficácia comprovada da hidroxicloroquina contra a covid-19 e alertou para a gravidade de seus efeitos colaterais.

 

A conclusão de um estudo feito pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) indica que, além de ineficaz no tratamento da covid-19, a hidroxicloroquina pode causar efeitos colaterais significativos no corpo humano, comparados a medicamentos usados na quimioterapia.

 

Mourão divulgou teste positivo para o novo coronavírus neste domingo. Antes disso, segundo a assessoria, o vice-presidente “apresentou mialgia (dor no corpo), cefaléia (dor de cabeça) e febre, que não passou de 38 graus, o que o levou a fazer o exame, confirmando o teste positivo no dia de ontem (27).” – Estadão.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas