....
....

03/01/2021

Após bater o carro, mulher se recusa a fazer o teste do bafômetro e alega que seu cachorro é que dirigia o veículo


Beber e dirigir sempre é uma péssima ideia e, quando se é pego, é melhor confessar o erro e suportar quaisquer consequências dos seus atos. Mas, não para essa mulher, que recusou fazer o bafômetro e ainda afirmou que o cão estava dirigindo seu carro.

 

Essa desculpa parece ser algo de um filme de comédia, mas realmente aconteceu em Vancouver, no Canadá. De acordo com relatos do NY Post, uma mulher teria batido o carro em uma vala e colocou a culpa de toda a confusão em seu cão.



 

“A mulher disse à polícia que eram apenas ela e seu cachorro dentro do veículo no momento em que ele foi levado para a vala – e que o cachorro estava dirigindo”, disse o Royal Canadian Mounted Police de Comox Valley em um relatório oficial. “O policial rapidamente desenvolveu a opinião de que a capacidade desta mulher de operar seu veículo motorizado foi afetada pelo álcool.”

 

A mulher estava aparentemente ilesa e recusou o teste do bafômetro, então ela estava apenas supostamente sob a influência de álcool.

 

Infelizmente para ela, no entanto, a pena por recusar um bafômetro no Canadá é a suspensão de 90 dias da carteira de motorista. Também não está claro se o cão em questão era realmente grande o suficiente para dirigir o veículo ou se a história é completamente falsa – Petépop.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas