....
....

13/03/2021

Operação Voo Livre: Polícia Ambiental prende acusado de tráfico de animais na Paraíba e apreende mais de 70 aves


O Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) apreendeu 75 aves silvestres que estavam sendo comercializadas, nas primeiras horas da manhã deste sábado (13), na feira do centro de Santa Rita, que fica na região metropolitana de João Pessoa. O trabalho fez parte de mais uma fase da Operação Voo Livre, que tem o objetivo de combater a venda de animais silvestres na Paraíba.

 

Das aves apreendidas, 45 estavam com um homem de 39 anos, que é suspeito de atuar no tráfico de animais silvestres. Ele foi multado em mais de R$ 22 mil e apresentado na 6ª Delegacia Distrital, em Santa Rita. Esta é a segunda vez que ele está sendo preso pelo mesmo crime, em menos de 10 dias. No último dia 4, o acusado foi preso com outras 64 aves, inclusive filhotes que acabaram morrendo.



 

Na Operação Voo Livre deste sábado, foram apreendidas aves das espécies papa-capim, galo-de-campina, coleira, caboclinho, canário-da-terra, entre outras. Algumas delas estavam debilitadas e foram levadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), em Cabedelo.

 

Punições

 

A venda de animais silvestres é crime, com pena de seis meses a um ano, e o autor é multado em R$ 500 por cada unidade apreendida com ele. Se a espécie for ameaçada de extinção, a pena é aumentada e a multa pode chegar a R$ 5 mil, por cada animal – Secom-PB.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas