....
....

14/03/2021

Bruno critica “excesso de linguagem” de juiz e diz que vai recorrer de decisão que obrigou Campina a seguir decreto estadual


O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, emitiu na noite deste sábado (13) uma nota sobre a decisão do juiz Alex Muniz Barreto, da 1ª Vara de Fazenda Pública de Campina Grande, que obrigou a cidade a seguir o que determina o recém publicado Decreto Estadual com medidas restritivas que visam barrar o aumento dos casos de Covid-19 na Paraíba.

 

Na nota, o prefeito critica o que considerou “excesso de linguagem” do magistrado e diz que vai recorrer da decisão, evocando a “liberdade de ir e vir” das pessoas. “Vamos continuar o trabalho de combate à Covid-19 e em defesa da vida”, afirma Bruno Cunha Lima.



 

Veja abaixo a nota, na íntegra:

 

“Confesso que recebi com surpresa a decisão do excelentíssimo juiz Alex Muniz. Por respeito ao Judiciário, decidi não tecer comentários quanto à linguagem, ou melhor, ao “excesso de linguagem” usado pelo magistrado, seja na sua decisão, seja nas redes sociais. Lamento, apenas, que os autos processuais sejam palco para manifestação de suas opiniões pessoais.

 

Quanto ao teor jurídico, por si, não me surpreende ou assusta. No estado de direito e até quando este perdurar, como todos sabem, está assegurado o direito ao recurso. Vamos recorrer. Vamos continuar o trabalho de combate à Covid e em defesa da vida que notabilizou Campina ao longo de 12 meses de pandemia.

 

Vamos continuar o trabalho para garantir a liberdade das pessoas da cidade. Liberdade de ir e vir, de cultuar a Deus, de trabalhar honestamente”.

 

Bruno Cunha Lima

Prefeito de Campina Grande

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas