....
....

22/03/2021

Laudo do IML aponta que mulher morta pelo pai durante briga por conta de partilha de bens sofreu asfixia


O laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou asfixia mecânica na morte de Patrícia Luiza Ongaratto, de 43 anos, durante uma discussão com o pai, de 71 anos. O atrito aconteceu na última quarta-feira (17), em Sorocaba, em São Paulo.

 

Segundo o G1, o inquérito está na Delegacia de Defesa da Mulher, que irá pedir que sejam apresentados os laudos médicos sobre o estado mental do idoso e da vítima.



 

De acordo com uma testemunha, Patrícia tinha deficiência mental e o pai, apontado como responsável pelo crime, início de Alzheimer.

 

Entenda o caso

 

Conforme o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, parentes teriam contado no local do assassinato que teria acontecido uma confusão por conta de uma partilha de bens.

 

Após matar a filha, o idoso tentou cometer suicídio com uma facada no tórax, mas foi socorrido ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba e internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

 

A vítima foi encontrada sem vida na cozinha. O pai de Patrícia também estava no local, onde foi encontrado desorientado e foi sedado – G1.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas