....
....

02/04/2021

Ministro da Saúde reduz em 46% a previsão de entrega de vacinas contra a Covid-19 para o mês de abril


O ministro Marcelo Queiroga (Saúde) disse na 4ª feira (31.mar.2021) que o país deve receber 25,5 milhões de doses das vacinas contra a covid-19 em abril. O número representa uma redução de 46% sobre o cronograma previamente apresentado para o mês.

 

O planejamento divulgado pelo Ministério da Saúde em 19 de março, antes de Queiroga assumir o comando da pasta, listava 47,3 milhões doses previstas para entrega em abril. Deste montante, 23,2 milhões eram da vacina de Oxford/AstraZeneca, entre fabricadas no Brasil e importadas. Outros 15,7 milhões seria da CoronaVac, todas de produção nacional pelo Butantan.



 

O restante das doses era da vacina indiana Covaxin (8 milhões) e da russia Sputnik V (400 mil). Estas duas ainda não receberam a autorização para uso emergencial no Brasil. Além disso, a Fiocruz e o Butantan já haviam anunciado que sofreriam atrasos na fabricação dos imunizantes de Oxford e da Sinovac, respectivamente.

 

“Há atraso na entrega. Estamos empenhados em antecipar a entrega, não é simples. Estamos empenhados em buscar com todas as armas que temos. Recursos existem, o que ocorre é a falta de vacinas”, disse Queiroga, ao lembrar que o país já tem mais doses contratadas.

 

Mesmo com a redução, o ministro da Saúde segue confiante de que cumprirá a meta de 1 milhão de vacinados por dia já neste mês. A promessa foi feita por Queiroga, logo que assumiu a pasta. Atualmente, o ritmo de vacinação no país é, em média, de aproximadamente 300 mil doses aplicadas diariamente.

 

Março também teve atraso

 

No mês passado, o Ministério da Saúde disponibilizou menos de 75% das vacinas prometidas para o mês. O cronograma de 19 de março apontava que seriam 38 milhões de doses entregues no último mês. A quantia, no entanto, ficou em torno de 24,7 e 27,6 milhões – Poder 360.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas