....
....

06/04/2021

Pela primeira vez, Pesquisa XP/Ipespe mostra que Lula ganharia de Bolsonaro em um eventual 2º turno


Levantamento realizado pela XP/Ipespe e divulgado nesta 2ª feira (5.abr.2021) mostra que, a cerca de 1 ano e meio da eleição presidencial de 2022, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente Jair Bolsonaro permanecem tecnicamente empatados na liderança, mas agora com o petista numericamente à frente.

 

A pesquisa foi realizada de 29 a 31 de março com 1.000 pessoas em todas as regiões do Brasil. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

 

Lula tem 29% das intenções de voto ante 28% de Bolsonaro. No levantamento anterior, Lula tinha 25%, e Bolsonaro, 27%.



 

Nas simulações de 2º turno, Lula também está numericamente à frente de Bolsonaro, com 42% a 38%. No último levantamento da XP, feito no início de março, Bolsonaro tinha 41% e Lula, 40%.

 

O levantamento também mostra, no mesmo período, a continuidade na trajetória de alta da rejeição ao governo de Jair Bolsonaro. São 48% os que consideram o governo ruim ou péssimo, três pontos percentuais a mais que o levantamento anterior.

 

Além disso, oscilou de 39% para 27% a proporção dos que veem o governo como bom ou ótimo. A diferença de 21 pontos percentuais entre os que têm avaliação negativa e os que têm avaliação positiva é a maior desde maio do ano passado.

 

Essa é a segunda rodada da pesquisa divulgada pela XP depois da decisão proferida por Edson Fachin, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), que anulou na últimano dia 8 de março todas as decisões tomadas pela 13ª Vara de Curitiba nas ações penais contra o ex-presidente Lula.

 

No levantamento de fevereiro, Bolsonaro liderava com folga o cenário eleitoral do 1º turno de 2022. Tinha 28% das intenções de voto, contra 12% de Fernando Haddad. Agora, Bolsonaro está tecnicamente empatado com Lula na 1ª posição.

 

Os dois são seguidos por Sérgio Moro (9%) e Ciro Gomes (9%). Depois aparecem Luciano Huck (5%), João Doria (3%), Guilherme Boulos (3%) e Luiz Henrique Mandetta (3%).

 

PoderData

 

As taxas de aprovação (33%) e rejeição (60%) reveladas pelo Ipespe se assemelham aos dados apresentados pelo PoderData, no levantamento realizado de 29 a 31 de março.

 

A divisão de estudos estatísticos do Poder360 perguntou o que os entrevistados se eles “aprovam ou desaprovam o governo do presidente Bolsonaro”.

 

O levantamento do PoderData (do dias 29 a 31 de março) mostrou que 59% dos entrevistados “desaprovam”. Já no estudo do Ipespe, 60% fizeram essa afirmação ao serem questionados sobre a maneira de Bolsonaro administrar o país.

 

Ainda de acordo com a XP, 33% dos entrevistados aprovam a maneira de Bolsonaro administrar o país. Esse foi o mesmo número levantado pelo PoderData.

 

Caso fossem comparáveis, as taxas estariam cruzadas, dentro da margem de erro dos estudos.

 

Segundo Turno

 

O estudo da XP/Ipespe também consultou os entrevistados sobre um eventual 2º turno entre Bolsonaro e Lula. Nesse cenário, também aparecem empatados na margem de erro: Lula tem 42% das intenções de voto e Bolsonaro, 38%. Mantêm-se o empate registrado na última pesquisa da empresa que mediu 2º turno entre Lula e Bolsonaro, em março de 2021. Na ocasião, o atual presidente tinha 41% contra 40% de Lula.

 

Em uma das simulações, Lula vence Sergio Moro, 41% contra 36%. Nos outros cenários de 2ª turno, Bolsonaro aparece empatado tecnicamente com Sergio Moro, ambos com 30%, com Ciro Gomes, os dois com 38%, com Luciano Huck, o atual presidente com 35% e o apresentador com 32%. Bolsonaro venceria Guilherme Boulos e João Doria.

 

Cenário 1

 

Jair Bolsonaro (sem partido): 38%;

Lula (PT): 42%;

não sabe/não respondeu/branco/nulo: 20%.

 

Cenário 2

 

Sergio Moro (sem partido): 30%;

Jair Bolsonaro (sem partido): 30%;

não sabe/não respondeu/branco/nulo: 40%.

 

Cenário 3

 

Jair Bolsonaro (sem partido): 35%;

Luciano Huck (sem partido): 32%;

não sabe/não respondeu/branco/nulo: 33%.

 

Cenário 4

 

Jair Bolsonaro (sem partido): 38%;

Ciro Gomes (PDT): 38%;

não sabe/não respondeu/branco/nulo: 25%.

 

Cenário 5

 

Jair Bolsonaro (sem partido): 38%;

Guilherme Boulos (Psol): 30%;

não sabe/não respondeu/branco/nulo: 32%.

 

Cenário 6

 

Jair Bolsonaro (sem partido): 37%;

João Doria (PSDB): 30%;

não sabe/não respondeu/branco/nulo: 37%.

 

Cenário 6

 

Lula (PT): 41%;

Sergio Moro (sem partido): 36%;

não sabe/não respondeu/branco/nulo: 23%.

 

Risco com a Covid-19

 

O levantamento também mostrou que caiu de 61% para 58% os que avaliam como “ruim” ou “péssima” a atuação de Bolsonaro no combate ao coronavírus.

 

Em meio aos maiores números de mortes diárias já registrados desde o início da crise sanitária, subiu de 49% para 55% os que dizem que estão com muito medo da pandemia. Já 17% afirmam não estar com medo, mesmo número do último levantamento. Sobre a imunização, aumentou em três pontos percentuais, de 77% para 80%, os que dizem que com certeza irão se vacinar. A variação está dentro da margem de erro da pesquisa – Poder 360.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas